Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos efeitos da isquemia reperfusão pulmonar em ratos: comparação entre Perfadex e solução de LPD-glicose de fabricação nacional

Resumo

O transplante pulmonar é terapêutica utilizada no tratamento da maioria das doenças pulmonares em fase terminal. Contudo, apesar dos bons resultados dessa terapêutica nos últimos anos, a morbi-mortalidade associada ainda é significativamente alterada pela lesão de isquemia-reperfusão. A preservação pulmonar tem, portanto, o objetivo de diminuir a lesão de isquemia-reperfusão a partir da optimização das técnicas de preservação e reperfusão. A preservação pulmonar é efetuada com soluções apropriadas a esse fim, chamadas soluções de preservação, que são classificadas em intracelulares – com baixa concentração de sódio e alta concentração de potássio - e extracelulares - com baixa concentração de potássio e alta concentração de sódio. A LPD-glicose é uma solução tipo extracelular desenvolvida especificamente para uso em pulmão, sendo evidenciado que a baixa concentração de potássio e a presença de Dextran são menos lesivos às células endoteliais, com diminuição na produção de anti-oxidantes e vasoconstrictores; melhoram a microcirculação pulmonar; e preservam a interface epitélio-endotélio. Apesar de seu uso rotineiro no Programa de Transplante Pulmonar da FMUSP, problemas logísticos ocasionados pelo sistema aduaneiro brasileiro tem acarretado dificuldades freqüentes para a aquisição e disponibilidade do Perfadex. Será realizado estudo experimental para avaliação da lesão de isquemia-reperfusão em ratos comparando Perfadex com LPD-glicose de fabricação nacional. Serão utilizados trinta ratos divididos em seis grupos de 05 animais, com tempos de isquemia fria de 6 ou 12 horas. Serão avaliados o tempo de perfusão, o edema de preservação e a presença de lesão celular por exame histológico com microscopia óptica e eletrônica e quantificação de apoptose. (AU)