Busca avançada
Ano de início
Entree

Segurança transfusional e resposta imune a antígenos eritrocitários em pacientes portadores de anemia falciforme

Resumo

A exposição a antígenos eritrocitários por transfusão sanguínea pode resultar na produção de anticorpos em pacientes falciformes. A aloimunização eritrocitária pode levar a várias complicações, incluindo atraso na obtenção de sangue compatível, reações transfusionais hemolíticas tardias e autoimunização. As taxas de aloimunização a antígenos eritrocitários são geralmente baixas, em torno de 0,5% em receptores de transfusão, mas são maiores em pacientes cronicamente transfundidos com hemoglobinopatias. Em um esforço para reduzir a aloimunização, alguns programas têm sido implementados para fornecer unidades de sangue fenótipo compatível para pacientes com anemia falciforme, particularmente aqueles que necessitam de suporte transfusional crônico. Vários fatores podem influenciar o sistema imune a responder aos antígenos eritrocitários incluindo a dose, a imunogenicidade do antígeno, assim como fatores genéticos ou adquiridos relacionados aos pacientes. No entanto, diferenças na resposta imunológica de pacientes transfundidos que desenvolvem aloanticorpos (respondedores) e dos que não desenvolvem anticorpos (não respondedores) não são conhecidas. Ao identificar tais diferenças, pode ser possível prever com antecedência respondedores e não-respondedores, evitando assim o alto custo da utilização de unidades fenótipo compatível para não-respondedores e, selecionando unidades fenotipadas ou genotipadas inclusive em relação aos haplótipos RH apenas para os respondedores com a finalidade de reduzir a aloimunização associada a morbidade e mortalidade. O objetivo geral deste estudo é determinar um protocolo eficiente de transfusão de hemácias fenótipo/genótipo compatível para pacientes falciformes em esquema de transfusão crônica e identificar marcadores imunológicos que tornam estes pacientes suscetíveis a aloimunização eritrocitária. Além disto, este estudo pode ajudar no desenvolvimento futuro de abordagens imunoterapêuticas para a prevenção de respostas imunes mediadas por transfusão sanguínea. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GUELSIN, GLAUCIA A. S.; RODRIGUES, CAMILA; VISENTAINER, JEANE E. L.; CAMPOS, PAULA DE MELO; TRAINA, FABIOLA; GILLI, SIMONE C. O.; SAAD, SARA T. O.; CASTILHO, LILIAN. Molecular matching for Rh and K reduces red blood cell alloimmunisation in patients with myelodysplastic syndrome. BLOOD TRANSFUSION, v. 13, n. 1, p. 53-58, JAN 2015. Citações Web of Science: 7.
SIPPERT, EMILIA; FUJITA, CLAUDIA R.; MACHADO, DEBORA; GUELSIN, GLAUCIA; GASPARDI, ANE C.; PELLEGRINO, JR., JORDAO; GILLI, SIMONE; SAAD, SARA S. T. O.; CASTILHO, LILIAN. Variant RH alleles and Rh immunisation in patients with sickle cell disease. BLOOD TRANSFUSION, v. 13, n. 1, p. 72-77, JAN 2015. Citações Web of Science: 21.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.