Busca avançada
Ano de início
Entree

Changes in leptin signaling by SOCS3 modulate fasting-induced hyperphagia and weight regain in mice

Processo: 16/16548-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de outubro de 2016 - 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia
Pesquisador responsável:Jose Donato Junior
Beneficiário:Jose Donato Junior
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Neurofisiologia  Ingestão de alimentos  Leptina  Obesidade 

Resumo

Estratégias que visam o combate a obesidade são falhas em longo prazo devido o elevado número de pessoas que recuperam o peso perdido após um período de intervenção para o emagrecimento. Embora as proteínas supressoras do sinal de citocinas 3 (SOCS3) promovam resistência a ação da leptina na obesidade, sua relação com a hiperfagia e reganho de peso após período de restrição calórica é desconhecido. Dessa forma, camundongos com deleção do gene SOCS3 em células que expressam o receptor de leptina (LepR SOCS3 KO) foram estudados no jejum e durante o período de recuperação nutricional. Camundongos LepR SOCS3 KO apresentam aumento da sensibilidade a leptina no hipotálamo. Notavelmente, camundongos LepR SOCS3 KO machos e fêmeas apresentaram atenuação no consumo alimentar e no reganho de peso após 48 horas de jejum. Além disso, a hiperleptinemia após restrição calórica foi prevenida no grupo LepR SOCS3 KO. Na sequência, nós investigamos os possíveis mecanismos e circuitos neurais envolvidos nos efeitos do SOCS3. A deleção de SOCS3 não preveniu a indução da expressão de c-Fos no núcleo arqueado do hipotálamo (ARH) durante a re-alimentação, nem a excitabilidade das células do AHR que expressam LepR durante o jejum. Por outro lado, a deleção de SOCS3 reduziu os níveis de RNAm os neuropeptídios orexígênos durante o jejum (neuropeptídio Y, peptídeo relacionado a Agouti, orexina e hormônio concentrador de melanina). Em resumo, nossos dados sugerem que o aumento da sensibilidade a leptina contribui para a manutenção da redução do peso após período de restrição alimentar. Além disso, a redução da hiperfagia após restrição calórica nos animais LepR SOCS3 KO não pode ser explicada pelas mudanças de atividades de neurônios AHR induzidas pelo jejum, mas exclusivamente pela menor transcrição de neuropeptídios orexigênos durante a privação alimentar. Esses resultados indicam uma dissociação parcial entre a regulação da atividade neural e a expressão genica em células que expressam LepR no núcleo arqueado. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.