Busca avançada
Ano de início
Entree

Potencial antibacteriano e antivirulência do óleo-resina e substâncias isoladas de espécies de Copaifera spp. frente aos principais agentes periodontais

Resumo

As doenças periodontais consistem em processos inflamatórios de origem infecciosa que acometem os tecidos gengivais, chamadas gengivites, e/ou os tecidos de suporte dos dentes, chamadas periodontites. São consequências das reações inflamatórias e imunológicas nos tecidos periodontais induzidas pelos microrganismos da placa bacteriana, danificando o tecido conjuntivo e o osso alveolar. Os principais microrganismos associados com estas patologias são P. gingivalis e A. actinomycetemcomitans. O biofilme bacteriano representa um passo fundamental para o desenvolvimento da infecção. Os produtos naturais podem ser considerados uma alternativa na descoberta de novos fármacos para o combate dos microrganismos que provocam doenças periodontais, levando em consideração que os fármacos utilizados atualmente para combater estas infecções apresentam efeitos adversos. As plantas contribuem grandemente na descoberta de novos antimicrobianos através de seus metabólitos secundários. Uma das espécies de plantas com uso medicinal mais conhecido e utilizado no Brasil são as copaiferas, o gênero Copaifera popularmente conhecidas como copaibeiras, pau d'óleo e copaíbas, são encontradas facilmente nas regiões Amazônica e centro-oeste do Brasil. Desde o século XVI o óleo de copaíba vem sendo utilizado na medicina popular como tratamento de várias doenças como sífilis, bronquite, sinusite, inflamação de garganta, pneumonia, dermatite, eczema, e como antimicrobiano, anticancerígeno, antitumoral, entre outras. Em face das propriedades biológicas apresentadas pelo gênero Copaifera, busca-se então com este projeto avaliar diferentes atividades biológicas dos óleos resinas das espécies C. paupera, C. reticulata e C. pubiflora e substâncias puras isoladas destes frente às bactérias P. gingivalis e A. actinomycetemcomitans cepas ATCC e isolados clínicos, pela concentração inibitória mínima (CIM) e concentração bactericida mínima (CBM), atividade antibiofilme, atividade dos óleos resinas e substâncias puras sobre os fatores de virulência produzidos pelas bactérias testadas; assim como avaliar a expressão dos genes que codificam para alguns fatores de virulência nestes microrganismos. Estes estudos serão valiosos instrumentos e devem contribuir para o tratamento das doenças periodontais, bem como, para um melhor estudo das plantas pertencentes ao gênero Copaifera. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ABRAO, FARIZA; SILVA, THAYNA SOUZA; MOURA, CLAUDIA L.; AMBROSIO, SERGIO RICARDO; SOLA VENEZIANI, RODRIGO CASSIO; DE PAIVA, RAPHAEL E. F.; BASTOS, JAIRO KENUPP; GOMES MARTINS, CARLOS HENRIQUE. Oleoresins and naturally occurring compounds of Copaifera genus as antibacterial and antivirulence agents against periodontal pathogens. SCIENTIFIC REPORTS, v. 11, n. 1, . (18/21537-6, 16/23012-2, 11/13630-7)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.