Busca avançada
Ano de início
Entree

Effects of 6% Tetrastarch and lactated Ringer's solution on extravascular lung water and markers of acute renal injury in hemorrhaged, isoflurane-anesthetized healthy dogs

Processo: 17/19711-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de novembro de 2017 - 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Francisco José Teixeira Neto
Beneficiário:Francisco José Teixeira Neto
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/25115-8 - Uma abordagem dos paradigmas da fluidoterapia no período perioperatório em pequenos animais, AP.R
Assunto(s):Anestesiologia  Anestesia  Débito cardíaco  Choque  Coloides  Hemorragia  Cães  Publicações de divulgação científica  Artigo científico 

Resumo

O Tetrastarch (TS), embora apresente menor probabilidade de resultar em edema tecidual do que o Ringer Lactato (RL), pode induzir injuria renal aguda (IRA) em humanos com sepse. Comparar os efeitos da reposição volêmica (RV) com RL e TS sobre a água extravascular pulmonar (EVLW) e sobre marcadores de IRA em cães submetidos a hemorragia. Animais: Seis cães adultos da raça Pointer Inglês (19.7-35.3 kg). Em um estudo prospectivo cruzado, os animais foram anestesiados sem hemorragia (Controle). Duas semanas após, os cães foram submetidos a hemorragia sob anestesia em duas ocasiões (intervalos de 8 semanas entre experimentos) e receberam aleatoriamente RV com RL ou TS na proporção de 3:1 ou 1:1 do sangue retirado, respectivamente. A anestesia foi mantida até 4 horas após a RV para mensurações da EVLW derivada do débito cardíaco por termodiluição transpulmonar. As concentrações de lipocalina associada a gelatinase de neutrófilos (NGAL) e creatinina no plasma e urina foram medidas até 72 horas após a RV. O EVLW (mL/kg) foi significativamente menor 1 hora após o TS (10.0 ± 1.9) em comparação ao Controle (11.9 ± 3.4, P = 0.04), e as 4 horas após o TS (9.7 ± 1.9) em comparação ao RL (11.8 ± 2.7, P = 0.03). A relação entre pressão parcial de oxigênio arterial e fração inspirada de oxigênio não diferiu entre tratamentos entre 0.5 a 4 horas após a RV. A relação entre NGAL/creatinina urinária não diferiu entre tratamentos e permaneceu abaixo do limiar para IRA (120,000 pg/mg). Apesar do TS resultar em menor acúmulo de água extravascular pulmonar que o RL, nenhum dos fluidos produziu evidência de edema pulmonar (prejuízo a oxigenação). Nenhum dos fluidos causa IRA quando empregados para RV após a hemorragia em cães sadios não sépticos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DINIZ, M. S.; TEIXEIRA-NETO, F. J.; CELEITA-RODRIGUEZ, N.; GIROTTO, C. H.; FONSECA, M. W.; OLIVEIRA-GARCIA, A. C.; LOPEZ-CASTANEDA, B. Effects of 6% Tetrastarch and Lactated Ringer's Solution on Extravascular Lung Water and Markers of Acute Renal Injury in Hemorrhaged, Isoflurane-Anesthetized Healthy Dogs. JOURNAL OF VETERINARY INTERNAL MEDICINE, v. 32, n. 2, p. 712-721, MAR-APR 2018. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.