Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos de hipolipemiantes sobre a expressão de CYP3A4 e CYP3A5 in vitro e in vivo

Processo: 07/02944-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2007
Vigência (Término): 30 de setembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Rosario Dominguez Crespo Hirata
Beneficiário:Maria Alice Vieira Willrich
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Farmacogenética   Expressão gênica

Resumo

As CYP3A4 e CYP3A5 são enzimas do citocromo P450 responsáveis pela biotransformação de esteróides endógenos e vários xenobióticos. As vastatinas são inibidores da HMGCoA redutase utilizados no tratamento da hipercolesterolemia. Polimorfismos nos genes CYP3A4 e CYP3A5 (CYP3A4*1B e CY3A5*3C) foram associados com diferenças na resposta hipolipemiante de indivíduos tratados com atorvastatina e, para a CYP3A5, ainda foi encontrada associação do SNP com menor expressão de mRNA. Os mecanismos de regulação da expressão dos genes CYP3A4 e CYP3A5 pelas vastatinas nao são completamente conhecidos. É possível que seja a regulação da expressão seja modulada por receptores nucleares como o PXR, que ativam a transcrição da de genes envolvidos na biotransformação de fármacos. A lovastatina foi apontada como ligante deste fator de transcrição, e é possível que a atorvastatina também o seja. Neste estudo, serão avaliados os efeitos da atorvastatina sobre a expressão e a atividade funcional da CYP3A4 e CYP3A5 em linhagens celulares linhagens HepG2 e Caco-2 e em linfócitos humanos. RNA total e proteínas serão extraídos de células em cultura. A estabilidade do mRNA dos genes CYP3A4 e CYP3A5 será analisada por Northern Blotting. A expressão do mRNA dos genes CYP3A4 e CYP3A5 será avaliada por RT-PCR em Tempo Real. A expressão das proteínas será detectada por Western Blot e citometria de fluxo. A atividade funcional das CYP3A4 e CYP3A5 nas células será avaliada por HPLC, através do ensaio de hidroxilação do triazolam em células HepG2 e Caco-2 tratadas e não tratadas com atorvastatina. A possível relação entre a expressão gênica, a atividade funcional das enzimas e os polimorfismos CYP3A4*1B e CYP3A5*3C será analisada. O efeito da atorvastatina na ativação dos fatores de transcrição PXR e RXR dos genes CYP3A4 e CYP3A5 será avaliada por EMSA. Este estudo poderá contribuir para o conhecimento de fatores e mecanismos envolvidos na variabilidade de resposta as vastatinas.