Busca avançada
Ano de início
Entree

Conservação pós-colheita de manga tommy-atkins tratada com 1-MCP armazenada sob refrigeração e atmosfera controlada

Processo: 09/12109-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Giuseppina Pace Pereira Lima
Beneficiário:Rafael Rodrigues de Barros
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/54950-1 - Conservação pós-colheita de manga tommy-atkins tratada com 1-MCP armazenada sob refrigeração e atmosfera controlada, AP.R
Assunto(s):Poliaminas   Enzimas   Pós-colheita   Vitamina C

Resumo

A produção de mangas no Brasil é crescente e vem ganhando importância, principalmente para exportação para os mercados americanos e europeus. Porém, o meio de transporte, usualmente, é via marítima, o que induz o produtor a colher os frutos no início da maturação fisiológica, para que estes cheguem ao local de destino no ponto de consumo. Os frutos colhidos precocemente ficam com o amadurecimento prejudicado e de forma irregular. Os inibidores de etileno 1-metilciclopropeno (1-MCP) são utilizados com a finalidade de controlar o amadurecimento. O presente estudo tem como objetivo avaliar a conservação pós-colheita de (Mangifera indica L.) cv Tommy Atkins tratada com diferentes doses de 1-metilciclopropeno (1-MCP) armazenada sob refrigeração e atmosfera modificada através de características físicas e químicas. O experimento será conduzido na Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" - UNESP Campus de Botucatu e dividido em duas fases. 1) Armazenamento de manga rosa em temperatura ambiente e refrigerada submetidas a diferentes doses de 1-MCP em delineamento experimental adotado será inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4 x 5 para este experimento serão realizadas as seguintes avaliações, massa do fruto, dimensões, perda de massa, firmeza da polpa, sólidos solúveis (SS), acidez titulável (AT), pH, vitamina C, ácido ascórbico e peroxidase. 2) armazenamento de manga rosa em temperatura ambiente e refrigerada sob atmosfera modificada submetidas a melhor dose de 1-MCP encontrada no experimento 1, em delineamento inteiramente casualizado seguindo o esquema fatorial 2 x 5. As variáveis a serem analisadas: massa do fruto, dimensões, perda de massa, firmeza da polpa, sólidos solúveis (SS), acidez titulável (AT), pH, vitamina C, ácido ascórbico, atividade de pectinametilesterase (PME), análise de poliaminas e atividade da ascorbato peroxidase.