Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel da eritropoetina na infecção por Histoplasma capsulatum

Processo: 11/04704-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Lúcia Helena Faccioli
Beneficiário:Gisele Aparecida Locachevic
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/07169-5 - Mediadores lipídicos como reguladores da resposta imune, AP.TEM
Assunto(s):Mediadores da inflamação   Mediadores lipídicos   Eritropoetina   Histoplasmose   Macrófagos   Leucotrienos

Resumo

A histoplasmose é uma doença infecciosa causada pelo Histoplasma capsulatum (H. capsulatum), um fungo dimórfico, que se encontra distribuído amplamente ao redor do mundo, mas principalmente nas Américas, bem como partes da África e da Ásia. Em indivíduos imunocompetentes, a infecção pode ser limitada aos pulmões, mesmo após inalação de grande carga fúngica. No entanto, em imunossuprimidos, a infecção pode se tornar sistêmica, com disseminação do fungo para vários órgãos. O controle da doença está relacionado com resposta imune do padrão Th1 e produção de óxido nítrico (NO), sendo os macrófagos importantes células nesse processo e na contenção dos fungos. Neste contexto, leucotrienos são mediadores lipídicos, produzidos por macrófagos e outros leucócitos, e que contribuem para o aumento da fagocitose e controle do crescimento do fungo. A eritropoetina (EPO), um hormônio glicoprotéico, além de ser um sinalizador para a eritropoese, parece contribuir para ativação de macrófagos. Foi mostrado que macrófagos peritoneais e derivados de medula óssea apresentaram aumento na fagocitose de bactéria quando tratados com EPO. No entanto, seu papel na ativação de macrófagos em infecções fúngicas ainda não foi demonstrado. Sendo assim, o objetivo do presente estudo é investigar se o tratamento de camundongos in vivo e de macrófagos alveolares in vitro com a eritropoetina interfere na produção de leucotrienos, nas funções efetoras dos macrófagos, e na ativação da resposta imune contra o H. capsulatum, favorecendo a resolução do quadro infeccioso causado por este fungo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LOCACHEVIC, GISELE APARECIDA; TARTARI PEREIRA, PRISCILLA APARECIDA; SECATTO, ADRIANA; FONTANARI, CAROLINE; GALVAO, ALYNE FAVERO; BORGES PRADO, MORGANA KELLY; ZOCCAL, KARINA FURLANI; PETTA, TANIA; BERALDO MORAES, LUIZ ALBERTO; RAMOS, SIMONE GUSMAO; DE CASTRO, FABOLA ATTIE; SORGI, CARLOS ARTERIO; FACCIOLI, LUCIA HELENA. Erythropoietin Exacerbates Inflammation and Increases the Mortality of Histoplasma capsulatum-Infected Mice. Mediators of Inflammation, 2015. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.