Busca avançada
Ano de início
Entree

Frequência e características fenotípicas das células CD4+CD28null em pacientes com psoríase e indivíduos saudáveis - associação com fatores de risco para doenças cardiovasculares

Processo: 11/08718-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Maria Heloisa Souza Lima Blotta
Beneficiário:Xinaida Taligare Vasconcelos Lima
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Psoríase   Doenças cardiovasculares   Inflamação   Aterosclerose

Resumo

A psoríase é uma doença cutânea inflamatória crônica que afeta aproximadamente 2% da população mundial. Além de acometer pele e articulações, a psoríase, uma das doenças inflamatórias crônicas autoimunes (DICAs), está associada a alterações sistêmicas. Pacientes com psoríase apresentam risco aumentado de patologias vasculares, decorrentes de doença aterosclerótica. A aterosclerose é também uma doença inflamatória, caracterizada por uma intensa atividade imunológica, que cursa com a formação de lesões nos vasos sanguíneos (ateromas) que podem romper, resultando em eventos oclusivos agudos com alta morbi-mortalidade. Existem vários aspectos patológicos semelhantes na psoríase e na aterosclerose. A resposta imune em ambas é mediada por células T-helper 1 com padrão semelhante de ativação, produção aumentada de IFN-g e concentrações elevadas de marcadores inflamatórios, como proteína C reativa e citocinas pró-inflamatórias. Pacientes com síndrome coronariana aguda (SCA) apresentam, caracteristicamente, freqüência aumentada de células T CD4+CD28null no sangue periférico. Estas células produzem citocinas inflamatórias e moléculas citotóxicas, sendo que a sua presença em ateromas rompidos indica que podem ter papel na desestabilização da placa e na ocorrência de SCA. As células T CD4+CD28null também estão aumentadas em algumas DICAs, como a artrite reumatóide, espondilite anquilosante e artrite psoriática, nas quais parecem se relacionar à atividade da doença. Com base nestes dados, nosso estudo tem por objetivo avaliar a freqüência das células T CD4+CD28null no sangue periférico de pacientes com e sem psoríase (controles), assim como a sua expressão de moléculas citotóxicas e potencial inflamatório.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LIMA, Xinaida Taligare Vasconcelos. Frequência e características fenotípicas das células T CD4+CD28null em pacientes com psoríase e indivíduos controle. 2014. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciências Médicas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.