Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção e caracterização de anticorpos anti-DEC205 fundidos com a proteína E7 do vírus do papiloma humano

Processo: 11/20660-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Silvia Beatriz Boscardin
Beneficiário:Tamara Silva Frias Garcia
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Células dendríticas

Resumo

Na última década, uma estratégia que visa o direcionamento de antígenos para as células dendríticas (DCs) in vivo vem sendo desenvolvida com sucesso em modelos animais. As DCs são células centrais nos processos de indução de imunidade e tolerância contra diversos patógenos. Nossa estratégia consiste na utilização de um anticorpo monoclonal contra um receptor presente na superfície da DC em fusão com o antígeno de interesse. A administração de baixas doses deste anticorpo quimérico, na presença de estímulos de maturação para as DCs, é capaz de ativar células T antígeno-específicas e induzir a produção de altos títulos de anticorpos. A sub-população de DCs DEC205+CD8+ expressa o receptor endocítico DEC205 além da cadeia alfa da molécula CD8. Uma grande quantidade de estudos recentes demonstrou que a imunização de animais com o anticorpo anti-DEC205 em fusão com diferentes proteínas na presença de um estímulo de maturação para as DCs é capaz de induzir forte resposta imune (tanto celular quanto humoral) e, em alguns casos, proteção a desafio com o patógeno. O vírus do papiloma humano (HPV) é o principal agente etiológico do câncer cervical, além de outros tipos de câncer. A proteína E7 codificada pelo vírus HPV está envolvida no controle do ciclo celular. Recentemente, uma estratégia experimental baseada em uma vacina de DNA que codifica a proteína E7 do vírus HPV-16 (tipo viral de maior relevância epidemiológica) foi desenvolvida com sucesso. A vacina contém o gene da E7 do HPV-16 fusionada à glicoproteína D (gD) do vírus herpes simplex tipo 1 (HSV-1). Neste projeto, pretendemos clonar a proteína E7 e uma proteína formada pela E7 e a proteína gD do vírus herpes simplex tipo 1 em fusão com a sequência do anticorpo anti-DEC205, produzir o anticorpo híbrido e testá-lo em sua capacidade de ligação a células que expressam o receptor DEC205. Pretendemos produzir também um isotipo controle que é incapaz de ligar-se ao receptor DEC205.