Busca avançada
Ano de início
Entree

Participação do elemento responsivo ao AMPc (CRE) na regulação da expressão do SLC2A4 pelo Sistema Nervoso Autônomo Simpático

Processo: 13/26616-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2014
Vigência (Término): 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Ubiratan Fabres Machado
Beneficiário:Ana Bárbara Teixeira Alves Wagner
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/04831-1 - Novos moduladores do controle glicêmico e do desenvolvimento de complicações crônicas no Diabetes mellitus: perspectivas preventivas e terapêuticas, AP.TEM
Assunto(s):Fisiologia endócrina   Sistema nervoso autônomo

Resumo

O Slc2a4 (Solute carrier 2a4) é o gene que codifica a proteína GLUT4, um transportador de glicose responsivo à insulina, localizado principalmente em células musculares e adiposas. Alterações na expressão deste gene correlacionam-se de maneira direta com o aumento ou diminuição da sensibilidade à insulina. O gene do Slc2a4 (que codifica a proteína GLUT4) possui regiões específicas, chamadas de elementos responsivos, que ancoram proteínas, denominadas fatores transcricionais, que podem atuar tanto como ativadores quanto repressores da transcrição gênica. Os efeitos do sistema nervoso simpático no metabolismo de glicose são mediados pela concentração plasmática de adrenalina e pela inervação simpática direta no músculo esquelético. A adrenalina, quando se liga a receptores de membrana acoplados à proteína G, estimula a geração de AMPc, ativando cascatas de serinas cinases e fosforilações de fatores de transcrição nucleares, como o CREB (cAMP Responsive Element-Binding protein), que então forma um homodímero e liga-se a uma região CRE (cAMP Responsive Element) conservada no DNA de genes alvos, ocorrendo assim a transcrição gênica. O tecido muscular esquelético é o maior local envolvido na captação de glicose dependente de insulina, mediada pelo GLUT4. Já foi demonstrado, em músculo esquelético, que o sistema ²-adrenérgico modula a expressão de Slc2a4/GLUT4 no jejum e que a alta atividade simpática, encontrada em animais hipertensos, aumenta a expressão do Slc2a4 no diabetes experimental; porém pouco se sabe sobre como essa regulação ocorre. Este projeto pretende testar a hipótese de que o gene Slc2a4 possua elemento responsivo ao AMPc (CRE), e que este seja a principal via pela qual a atividade simpática estimula a expressão do Slc2a4. Para isso faremos estudos específicos de ensaio de mobilidade eletroforética (visando testar potenciais domínios como responsivos ao AMPc) e transfecção celular (para confirmar o efeito estimulador sobre a transcrição). Adicionalmente, testaremos a atividade transcricional deste elemento em condições experimentais de maior ou menor atividade simpática. Portanto este trabalho pretende elucidar os mecanismos transcricionais pelos quais o Sistema Nervoso Autônomo Simpático estimula o Slc2a4 no tecido muscular esquelético. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
YONAMINE, CAIO Y.; ALVES-WAGNER, ANA B.; ESTEVES, V, JOAO; OKAMOTO, MARISTELA M.; CORREA-GIANNELLA, MARIA L.; GIANNELLA-NETO, DANIEL; MACHADO, UBIRATAN F. Diabetes induces tri-methylation at lysine 9 of histone 3 at Slc2a4 gene in skeletal muscle: A new target to improve glycemic control. Molecular and Cellular Endocrinology, v. 481, p. 26-34, FEB 5 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.