Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação das propriedades pró-inflamatórias do heme em macrófagos primários humanos

Processo: 14/23170-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2015
Vigência (Término): 31 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Nicola Amanda Conran Zorzetto
Beneficiário:Angélica Aparecida Antoniellis Silveira
Supervisor no Exterior: Aisling Dunne
Instituição-sede: Centro de Hematologia e Hemoterapia (HEMOCENTRO). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Trinity College Dublin, Irlanda  
Vinculado à bolsa:12/22048-2 - Investigação das propriedades pró-inflamatórias do TNF-alfa e do heme em leucócitos in vitro e in vivo, BP.DR
Assunto(s):Caspase 1   Metaloproteinases da matriz   Inflamassomos   Interleucina-1beta   Proteínas S100

Resumo

Evidências sugerem que o heme pode representar um novo DAMP. O heme é gerado através da hemólise intra e extra-vascular podendo levar à ativação de células do sistema imune e de células não hematopoiéticas, promovendo atividades pró-inflamatórias, tais como a ativação, migração e infiltração de leucócitos, ativação de molécula de adesão em células endoteliais, a liberação de citocinas e induzir a formação e ativação de inflamassomas. Dados do nosso trabalho mostram que o heme é um potente mediador inflamatório capaz de induzir o aumento da expressão de metaloproteinases de matriz (MMP) e de proteínas da família S100 em macrófagos humanos primários (hMACs). Demonstramos que a exposição de hMACs ao heme induz a liberação de IL-1² nestas células, previamente estimuladas com LPS, porém de uma maneira dependente de capase-1 e NLRP3. Também mostramos que heme é capaz de promover a ativação de PI3K, MEK e ERK e levar a superexpressão gênica de MMP1 e MMP9 e de moléculas associadas a danos como S100A8 e S100A12. Adicionalmente postulamos que S100A8 pode agir como um estímulo estéril favorecendo o processamento de IL-1² em doenças hemolíticas intravasculares. Estes dados fornecem novos conhecimentos sobre os mecanismos pelos quais a hemoglobina e seus produtos podem levar a indução de respostas inflamatórias. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SILVEIRA, ANGELICA A. A.; MAHON, OLWYN R.; CUNNINGHAM, CLARE C.; CORR, EMMA M.; MENDONCA, RAFAELA; SAAD, SARA T. O.; COSTA, FERNANDO F.; DUNNE, AISLING; CONRAN, NICOLA. S100A8 acts as an autocrine priming signal for heme-induced human M phi pro-inflammatory responses in hemolytic inflammation. Journal of Leukocyte Biology, v. 106, n. 1, p. 35-43, JUL 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.