Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos persistentes do estresse na ansiedade e no déficit de extinção da memória de medo associada ao contexto: o papel dos receptores de glicocorticóide e grelina na excitabilidade dos neurônios do BLA

Processo: 15/15169-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2015
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Carolina Demarchi Munhoz
Beneficiário:Leonardo Santana Novaes
Supervisor no Exterior: Ki Ann Goosens
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Massachusetts Institute of Technology (MIT), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:12/24002-0 - Efeitos do enriquecimento ambiental na manifestação tardia da ansiedade induzida por estresse agudo: implicações na aquisição de memória emocional, BP.DR
Assunto(s):Estresse psicológico   Glucocorticoides   Complexo nuclear basolateral da amígdala   Estresse   Grelina   Neurofarmacologia   Ansiedade

Resumo

Transtornos emocionais relacionados a sintomas de ansiedade são comuns dentre os relatados na clínica psiquiátrica e ganham importância em trabalhos científicos devotados ao estresse. Além dos sintomas persistentes de ansiedade, o prejuízo no processo de extinção do medo aprendido está em estrita associação com os sintomas apresentados por pacientes com o transtorno de estresse pós-traumático, uma das mais debilitantes patologias associadas ao estresse. Abordagens científicas voltadas a investigar a influência ambiental sobre a susceptibilidade ou resistência do organismo ao estresse crescem em número e importância. Em trabalho prévio verificamos que a exposição de ratos ao enriquecimento ambiental (EA) previne o surgimento do comportamento do tipo ansioso desencadeado imediatamente após o estresse agudo de contenção. Esse efeito protetor do EA mostrou-se ser devido à prevenção do aumento da atividade neuronal e da atividade dos receptores de glicocorticoides (GR) promovidas pelo estresse agudo no complexo basolateral da amígdala (BLA) dos animais. Recentemente, nós verificamos que o EA também é capaz de prevenir os efeitos persistentes do estresse agudo na ansiedade e no déficit de extinção da memória de medo em ratos. Além disso, achados do grupo da Dra. Goosens mostram que o aumento dos níveis circulantes de grelina decorrente do estresse é necessário e suficiente para o efeito da exacerbação da memória de medo vista nos animais repetidamente estressados, e que as ações da grelina nesse sentido ocorrem no BLA. Com base no exposto, o objetivo desse projeto é gerar constructos virais que nos permitirão verificar se tanto a ansiedade quanto o déficit de extinção da memória de medo persistentes desencadeados por estresse agudo são dependentes do aumento da excitabilidade neuronal no BLA e/ou da atividade nuclear de GR. Finalmente, nós também analisaremos alterações nos níveis séricos de grelina por estresse agudo e a eventual co-localização de seus receptores com GR no BLA (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.