Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da viabilidade do Lactobacillus paracasei 431 e Bifidobacterium longum BB46 em simbiose com resíduos de acerola e Amidated LM pectin citrus-based utilizando dois sistemas in vitro

Processo: 15/15927-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2015
Vigência (Término): 14 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Katia Sivieri
Beneficiário:Natália Pontin Lopes
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Alimentos, dieta e nutrição   Probióticos   Prebióticos   Acerola   Lactobacillus paracasei   Bifidobacterium longum   Análise de variância   Técnicas in vitro   Teste de Tukey

Resumo

Probióticos são micro-organismos vivos que conferem benefícios à saúde do hospedeiro. Prebióticos são compostos orgânicos que o organismo humano não consegue digerir e que servem de substrato aos probióticos auxiliando os mesmos. Alguns prebióticos e compostos bioativos apresentam capacidade de melhorar a resistência do micro-organismo às adversas condições do trato gastrointestinal, permitindo ao probiótico chegar viável até a região do cólon. O objetivo deste trabalho será avaliar a viabilidade de duas cepas probióticas, de forma isoladas e em simbiose com resíduo de acerola e pectina, após a passagem pelo estômago e duodeno. As cepas utilizadas serão: Lactobacillus paracasei 431e Bifidobacterium longum BB46. O resíduo utilizado será o de acerola e a pectina comercial, a Amidated LM pectin citrus-based. Para avaliar a viabilidade das cepas de forma isolada e nas combinações, será utilizado dois sistemas in vitro, um em batelada e outro em multiestágio (Simulador do Ecossistema Microbiano Humano-SEMH). Durante a passagem simulada dos micro-organismos pelo estômago e duodeno, utilizando o SEMH, serão coletadas amostras destas regiões para realização da análise plaqueamento em meio de cultura seletivo e análise de microscopia eletrônica de varredura, afim de observar se houve alteração na viabilidade e morfologia das bactérias durante a passagem simulada pelo estômago e duodeno. A significância dos resultados será investigada por meio da análise de variância (ANOVA) e as médias individuais comparadas por meio de teste Tukey (p<0,05).