Busca avançada
Ano de início
Entree

Evolução modular do autopódio em Gekkota (Squamata): integrando morfologia, ecologia e função

Processo: 16/03953-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2016
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia
Pesquisador responsável:Tiana Kohlsdorf
Beneficiário:Priscila de Souza Rothier Duarte
Supervisor no Exterior: Anthony René Guillaume Herrel
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Adaptive Mechanisms and Evolution (MECADEV), França  
Vinculado à bolsa:14/26287-7 - Associações entre módulos de desenvolvimento e a diversidade ecológica durante a evolução morfológica das falanges de Gekkota (Squamata), BP.MS
Assunto(s):Biomecânica   Falanges de animal   Locomoção animal

Resumo

Módulos correspondem a unidades fortemente integradas, organizadas em diversos níveis hierárquicos (desde interações moleculares até organismos completos) que expressam covariação. As falanges, por exemplo, se desenvolvem a partir de um módulo bastante conservado em Tetrapoda que restringe a variação em elementos falangeais de tamanhos semelhantes ou dispostos em um gradiente decrescente de proporções. Entretanto, a redução de covariação entre falanges distais e proximais em alguns grupos de lagartos, sugere que a seleção de hábitos locomotores específicos favoreceu a dissociação desse módulo de desenvolvimento em dois submódulos: proximal e distal. A presente proposta solicita uma Bolsa Estágio de Pesquisa no Exterior de seis meses sob supervisão do Dr. Anthony Herrel no Muséum National d’Histoire Naturalle em Paris, para investigar as consequências funcionais da evolução modular da morfologia das falanges em gecos. O projeto irá complementar a base de dados morfológica referente ao projeto de pesquisa principal desenvolvido no Brasil, além de incorporar análises de locomoção funcional e aprofundar a discussão acerca da evolução modular no autopódio. Nós pretendemos obter dados de morfometria linear de falanges em aproximadamente 18 espécies adicionais de gecos, com o objetivo de acessar padrões de covariação entre falanges no contexto de divergências ecológicas. Adicionalmente, aproximadamente 12 espécies de gecos serão registradas em câmeras de alta velocidade e em vídeos de raio-X para verificarmos se diferentes proporções de falanges estão associadas com variação no desempenho locomotor. Essa proposta destaca-se por integrar diversos programas de pesquisa para compreender os processos evolutivos associados à diversidade fenotípica do autopódio de vertebrados. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ROTHIER, PRISCILA S.; BRANDT, RENATA; KOHLSDORF, TIANA. Ecological Associations of Autopodial Osteology in Neotropical Geckos. Journal of Morphology, v. 278, n. 3, p. 290-299, MAR 2017. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.