Busca avançada
Ano de início
Entree

Cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas em tandem no modo column switching para análises de endocanabinóides em amostras plasma

Processo: 16/01082-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2016
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Maria Eugênia Queiroz Nassur
Beneficiário:Israel Donizeti de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/24721-0 - Líquidos iônicos a base de íons prata para a extração de olefinas por cromatografia gasosa bidimensional comprehensive, BE.EP.DR
Assunto(s):Processos de separação   Doença de Parkinson

Resumo

A Doença de Parkinson (DP) é considerada como a segunda patologia neurodegenerativa mais comum na população. Atualmente, a DP não tem cura; no entanto, os sintomas podem ser minimizados pela terapia com novos medicamentos, como o canabidiol. Os endocanabinóides, como por exemplo, a anandamida e o 2- araquidonoglicerol, são substâncias endógenas derivadas do ácido araquidônico que se ligam aos receptores CB1 e CB2, agindo como agonistas. Recentemente, estudos em animais sugerem uma possível alteração dessas substâncias do organismo desses modelos animais com DP. Entretanto, tais estudos envolvendo a quantificação desses compostos a fim de elucidar a bioquímica desta doença ainda encontram-se em estágio inicial. Nos últimos anos, a cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas sequencial com ionização electrospray (ESI) (LC-MS/MS) tem se tornado a técnica analítica de referência para análises de diversas substâncias em fluidos biológicos. A etapa de preparo de amostras tem sido requerida para o desenvolvimento de métodos cromatográficos, para eliminar os interferentes e pré-concentrar os analitos, quase sempre presentes em níveis de traços em amostras biológicas. A química analítica moderna tem sido direcionada para a simplificação, através da hifenização de técnicas, automação (high-throughput performance) e miniaturização dos sistemas analíticos. Neste contexto, destacamos a cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas em tandem no modo column switching (LC-MS/MS no modo column switching). O desenvolvimento de fases estacionárias para a primeira dimensão (1D) deste sistema analítico, como os líquidos iônicos polimerizáveis (PIL) permitem a introdução direta de fluidos biológicos em sistemas cromatográficos e pré-concentração seletiva dos analitos. A grande potencialidade dos PIL como sorvente é atribuída à sua ótima estabilidade química, física, excelente capacidade de sorção e seletividade, que podem ser ajustadas por modificações na estrutura dos monômeros de síntese. Neste projeto, PIL serão sintetizados, caracterizados por diferentes técnicas espectroscópicas e imobilizados quimicamente nas paredes internas de capilares de sílica fundida. Estes capilares serão avaliados como colunas 1D do sistema LC-MS/MS no modo column switching para a determinação de endocanabinóides em amostras de plasma de pacientes com a doença DP em terapia com canabidiol.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SOUZA, ISRAEL D.; NAN, HE; QUEIROZ, MARIA EUGENIA C.; ANDERSON, JARED L. Tunable Silver-Containing Stationary Phases for Multidimensional Gas Chromatography. Analytical Chemistry, v. 91, n. 8, p. 4969-4974, APR 16 2019. Citações Web of Science: 0.
SOUZA, ISRAEL D.; HANTAO, LEANDRO W.; QUEIROZ, MARIA EUGENIA C. Polymeric ionic liquid open tubular capillary column for on-line in-tube SPME coupled with UHPLC-MS/MS to determine endocannabinoids in plasma samples. Analytica Chimica Acta, v. 1045, p. 108-116, JAN 3 2019. Citações Web of Science: 7.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.