Busca avançada
Ano de início
Entree

Nanopartículas de e-policaprolactona e D-±-tocoferol poletilenoglicol-1000 contendo docetaxel visando terapia do câncer de próstata

Processo: 16/03013-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2016
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Juliana Maldonado Marchetti
Beneficiário:Giovanni Loureiro Raspantini
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Nanopartículas   Neoplasias da próstata

Resumo

O câncer de próstata é o tipo de câncer mais incidente no sexo masculino, sendo que se espera 61.200 novos casos no Brasil apenas em 2016. Embora tenha-se observado um enorme progresso no tratamento do câncer de próstata nas últimas décadas, esta patologia continua sendo a segunda maior causa de mortes relacionadas ao câncer em homens. Entre os fármacos indicados para o tratamento desta patologia, o docetaxel aparece como escolhe de primeira-linha dada sua consagrada eficácia na terapêutica. Entretanto, efeitos adversos severos estão relacionados ao uso deste fármaco - como por exemplo a neutropenia. A veiculação de quimioterápicos em sistemas de liberação nanoestruturados vem sendo amplamente estudada nos últimos anos, dados os diversos benefícios que oferece, como aumento da solubilidade e da estabilidade, melhora da farmacocinética e retenção e acumulação passiva no sítio tumoral (efeito EPR) e liberação sustentada, permitindo a redução do número de administrações e dos efeitos tóxicos. Deste modo, o presente trabalho visa desenvolver e caracterizar nanopartículas poliméricas a base de copolímero de -policaprolactona e DL-±-tocoferol polietilenoglicol-1000 contendo docetaxel para uso na terapia do câncer de próstata. As nanopartículas serão obtidas pela técnica de nanoprecipitação e caracterizadas por suas características físico-químicas (tamanho, potencial zeta, polidispersividade, morfologia, eficiência de encapsulação, propriedades térmicas, perfil de absorção na espectroscopia do infravermelho (FTIR) e perfil de liberação do fármaco in vitro). A avaliação consistirá na investigação do uptake celular, por microscopia confocal e citometria de fluxo, e avaliação da citotoxicidade em linhagens de câncer de próstata.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RASPANTINI, Giovanni Loureiro. Desenvolvimento e caracterização de nanopartículas de PCL-TPGS contendo docetaxel visando terapia do câncer de próstata. 2018. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.