Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento e caracterização de nanopartículas de PLGA funcionalizadas com folato contendo paclitaxel para a otimização da terapia do câncer de ovário

Processo: 16/03170-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Juliana Maldonado Marchetti
Beneficiário:Marcela Tavares Luiz
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Sistemas de liberação de medicamentos   Nanopartículas poliméricas   Paclitaxel   Neoplasias ovarianas   Folato

Resumo

O câncer de ovário é um dos carcinomas ginecológicos mais letais. Estima-se que no ano de 2020 aproximadamente 7.162 novos casos serão diagnosticados, sendo a taxa de mortalidade para 2020 estimada em 4.905 óbitos. A elevada letalidade observada está relacionada à falta de sintomas específicos e testes de detecção precoce. Deste modo, cerca de 70% dos pacientes são diagnosticados nos estágios avançados III e IV da doença. O paclitaxel é o fármaco de primeira linha para o tratamento de câncer de ovário, contudo, a baixa solubilidade em água deste composto é responsável por sua reduzida biodisponibilidade. Visando melhorar a solubilidade deste composto o Cremophor EL® tem sido adicionado à formulação (Taxol®), porém a elevada concentração necessária deste tensoativo tem gerado diversos efeitos adversos nos pacientes. Deste modo, o desenvolvimento de novas formulações que possibilitem um maior controle da biodisponibilidade do fármaco são necessários visando maior segurança e eficácia terapêutica. A nanotecnologia vem sendo utilizada para a veiculação de diversos fármacos, visto que o tamanho reduzido destas estruturas proporciona vantagens frente aos tratamentos convencionais, tais como, o aumento da solubilidade e da estabilidade de fármacos, maior efeito de permeação e retenção no local de ação, além de proporcionar uma liberação sustentada, o que permite a redução do número de administrações e dos efeitos tóxicos. Neste contexto, o presente trabalho tem por objetivo desenvolver e caracterizar nanopartículas poliméricas de poli (L-ácido láctico-coácido glicólico) (PLGA) contendo paclitaxel funcionalizadas com folato, visando a otimização do tratamento de câncer de ovário. As nanopartículas serão obtidas pela técnica de nanoprecipitação e caracterizadas por suas características físico-químicas (tamanho, potencial zeta, polidispersividade, morfologia, eficiência de encapsulação, propriedades térmicas, perfil de absorção na espectroscopia do infravermelho (FTIR) e perfil de liberação do fármaco in vitro). A avaliação consistirá na investigação do uptake celular, por microscopia confocal e citometria de fluxo, e avaliação da citotoxicidade e eficácia em linhagem de câncer de ovário.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LUIZ, MARCELA TAVARES; ABRIATA, JULIANA PALMA; RASPANTINI, GIOVANNI LOUREIRO; TOFANI, LARISSA BUENO; FUMAGALLI, FERNANDO; GIL DE MELO, SHAIANI MARIA; EMERY, FLAVIO DA SILVA; SWIECH, KAMILLA; MARCATO, PRISCYLA DANIELY; LEE, ROBERT; MARCHETTI, JULIANA MALDONADO. In vitro evaluation of folate-modified PLGA nanoparticles containing paclitaxel for ovarian cancer therapy. Materials Science & Engineering C-Materials for Biological Applications, v. 105, DEC 2019. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LUIZ, Marcela Tavares. Desenvolvimento e caracterização de nanopartículas de PLGA funcionalizadas com folato contendo paclitaxel para a otimização da terapia do câncer de ovário. 2018. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.