Busca avançada
Ano de início
Entree

Hiperplasia Adrenocortical Macronodular Primária: estudo morfológico, imuno-histoquímico e sua correlação com as alterações genético-moleculares

Processo: 17/11495-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Maria Cláudia Nogueira Zerbini
Beneficiário:Maria Luiza Anhaia de Arruda Botelho
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/50192-9 - Avanços na compreensão da fisiopatologia da hiperplasia macronodular adrenocortical primária - PMAH (GP-PMAH), AP.TEM
Assunto(s):Endocrinologia   Hiperplasia   Hipersecreção hipofisária de ACTH   Imuno-histoquímica   Genética molecular

Resumo

A Hiperplasia Macronodular Primária da adrenal é uma causa rara de Doença de Cushing ACTH-independente e que recentemente foi descoberto não ser totalmente independente da secreção de ACTH. Diversos grupos têm estudado os mecanismos moleculares envolvidos nessa doença, sendo a descoberta da mutação do gene ARMC5 a descoberta mais recente. No entanto, há pouco na literatura sobre as características morfológicas e imuno-histoquímicas dessas adrenais hiperplásicas desde sua descrição em 1964, motivo pelo qual propomos um estudo amplo e detalhado das características morfológicas e imuno-histoquímicas dos casos diagnosticados como PMAH, visando correlacionar as características descritas com as recentes descobertas genético-moleculares. (AU)