Busca avançada
Ano de início
Entree

Biomoléculas de Nectandra barbellata Coe-Teixeira (Lauraceae): uso de método alternativo sustentável para extração, caracterização molecular e avaliação do potencial antiparasitário

Processo: 17/17044-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:João Henrique Ghilardi Lago
Beneficiário:Vinicius Silva Londero
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Assunto(s):Farmacologia   Química de produtos naturais   Nectandra   Compostos bioativos   Moléculas bioativas   Antiparasitários   Espectroscopia   Espectrometria   Farmacocinética   Mata Atlântica

Resumo

O Brasil é detentor de grande diversidade biológica e pode gozar de muitas espécies com propriedades farmacológicas desconhecidas. Estudos fitoquímicos realizados com diferentes espécies do gênero Nectandra têm mostrado grande diversidade estrutural de metabólitos bioativos, contudo, não há na literatura informações atreladas a composição química e/ou potencial biológico da espécie Nectandra barbellata. Por ser uma espécie com distribuição restrita faz-se necessário o estudo químico e biológico de N. barbellata a fim de subsidiar pesquisas acerca da conservação e uso sustentável desta espécie. Assim esse projeto tem duplo objetivo - descrever a composição química de extratos, obtidos a partir de métodos alternativos empregando líquido iônico assistido por micro-ondas, através de técnicas de desreplicação (CLAE, CLAE/EM e RMN) bem como avaliar o potencial antiparasitário (anti-Leishmania e anti-T. cruzi) dos extratos obtidos. Após essas etapas, os extratos ativos serão fracionados e os compostos bioativos isolados através de fracionamento biomonitorado serão caracterizados através de técnicas espectroscópicas/espectrométricas (RMN, EM, IV, UV etc). Na sequência, a atividade dos metabólitos ativos será avaliada frente a formas intracelulares dos parasitas L. infantum e T. cruzi e aspectos relacionados aos mecanismos de ação dessas substâncias serão determinados. Finalmente, propriedades farmacocinéticas, especialmente Absorção (A), Distribuição (D), Metabolismo (M), Excreção (E) e Toxicidade (T) - ADMET serão avaliados in silico com o objetivo de se racionalizar possíveis mudanças estruturais nas substâncias ativas visando melhorar o potencial observado para a substância de origem natural. Desta forma, os resultados obtidos trarão contribuição ao número de protótipos moleculares para o desenvolvimento de novos fármacos, principalmente no âmbito da atividade antiparasitária, os quais podem ser obtidos através de um procedimento alternativo e sustentável, de espécies endêmicas da região de Mata Atlântica no estado de São Paulo. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.