Busca avançada
Ano de início
Entree

Obtenção de kit de PSMA-617 para pronta marcação com lutécio-177 e avaliação da sua aplicabilidade no tratamento do Câncer de Próstata

Processo: 18/12965-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Nuclear - Aplicações de Radioisótopos
Pesquisador responsável:Elaine Bortoleti de Araújo
Beneficiário:Cristian Antonio Wieczorek Villas Boas
Instituição-sede: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/50332-0 - Capacitação científica, tecnológica e em infraestrutura em radiofármacos, radiações e empreendedorismo a serviço da saúde (PDIp), AP.PDIP
Assunto(s):Neoplasias da próstata   Lutécio   Compostos radiofarmacêuticos   Glicoproteínas

Resumo

O PSMA é um antígeno (glicoproteína tipo 2) de membrana prostática específico, encontrado na membrana ou no citoplasma da célula da célula do Câncer de Próstata e tem sido alvo para tratamento desta neoplasia. É sabido que nos casos de neoplasia maligna não responsiva à castração, tratamento radioterápico e quimioterápico, a sobrevida dos pacientes é reduzida. A descoberta do PSMA permitiu a criação de substâncias (antagonistas do PSMA endógeno) que se ligam especificamente ao antígeno, resultando em novas terapias mais eficientes para os casos não responsivos. Atualmente, existem alguns antagonistas em estudo, sendo que os resultados mais promissores foram obtidos com o PSMA-617. Neste projeto, objetiva-se estudar os parâmetros de marcação do PSMA-617 com lutécio-177, visando obter pureza radioquímica e atividade específica elevadas. Avaliar a estabilidade do radiofármaco, bem como determinar as condições de acondicionamento (em atividade terapêutica) para transporte do mesmo. Serão realizadas marcações com baixa atividade para determinar a melhor faixa de atividade específica (µg/mCi) e a melhor razão molar PSMA-617/lutécio-177, visando à obtenção de um produto estável. Serão testados modelos cromatográficos (camada delgada e Cromatografia Líquida de Alta Eficiência) para avaliação da pureza radioquímica das marcações. Serão ensaiadas as condições de estabilidade, de modo a determinar o prazo de validade do radiofármaco. Por fim, será conduzido estudo de "scale up" da marcação com atividades compatíveis com a produção do radiofármaco em uma rotina de fabricação. Também é alvo deste trabalho analisar o potencial terapêutico deste radiofármaco com estudos pré-clínicos incluindo ensaios in vitro de ligação à célula tumoral e estudos in vivo em animais sadios e em animais com modelo tumoral para Câncer de Próstata. A influência da atividade específica do radionuclídeo lutécio-177 na eficiência de ligação do radiofármaco aos receptores das células tumorais será avaliada em estudos de ligação in vitro. (AU)