Busca avançada
Ano de início
Entree

Desempenho, metabolismo ruminal e metagenômica de bovinos Nelore sob sistemas de pastejo intensificado durante a estação das águas e seca

Processo: 19/19396-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Paulo Henrique Mazza Rodrigues
Beneficiário:Willian Rufino Andrade
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/20084-5 - Práticas estratégicas para mitigação das emissões de gases de efeito estufa em sistemas de pastagem do Sudeste brasileiro, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Ruminantes   Gado Nelore   Metabolismo animal   Metagenômica   Forragem   Fermentação ruminal   Pastejo   Emissão de gases   Metano

Resumo

Os ruminantes contribuem com aumento da concentração de CH4 atmosférico através da fermentação entérica, e, portanto, adoção de técnicas nutricionais que permitem a manipulação do rúmen podem serem usadas com vistas a mitigação do impacto negativo que tal sistema de produção pode causar ao meio ambiente. Grande parte da produção de bovinos de corte no Brasil ocorre em sistema extensivo, como por exemplo via pastejo rotacionado e diferido sem suplementação. Pouco se sabe sobre a eficiência em termos de produção animal, e o impacto que este sistema pode causar ao meio ambiente em termos de emissão de metano entérico. Sabe-se que ruminantes geram maior quantidade de metano entérico quando alimentados com forragem em detrimento a dietas concentradas. Portanto, é importante avaliar se a suplementação de nitrato de amônio (NH4NO3) para bovinos de corte é capaz de mitigar o metano gerado diariamente a partir de animais criados em sistemas de pastejo. Resultados positivos em termos de melhoria do desempenho dos ruminantes, mudanças favoráveis na fermentação ruminal e menor produção de metano entérico podem dar um indicador de uma produção rentável de sistemas para áreas tropicais que não seria apenas economicamente atraente, mas também ambiental. Assim sendo, o experimento propõe investigar efeitos de práticas de manejo em sistemas de pastagem (sob condições de intensificação em pastejo diferido e/ou rotacionado com adoção de suplementação) sob o desempenho de bovinos Nelore, ecossistema ruminal (metagenômica) e seus efeitos no perfil e metabólitos ruminais (pH, ácidos graxos totais, nitrogênio amoniacal total) e produção de metano entérico. Serão utilizados 16 animais da raça Nelore, de aproximadamente 280 kg de peso vivo com 15 a 16 meses de idade. Dos 16 animais experimentais a serem utilizados em cada tratamento, oito deles serão utilizados para fermentação ruminal (animais canulados) e oito para avaliação de desempenho. Os animais serão distribuídos aleatoriamente em 8 piquetes. Cada tratamento será alocado a um cercado em um delineamento de blocos casualizados (blocos serão formados em função da localização do terreno) durante dois anos (total de oito repetições). Os tratamentos serão compostos pela combinação de dois diferentes sistemas de pastejo (estabilizados com Brachiaria brizantha cv. Marandu) com suplementação de nitrato de amônio (NH4NO3) e/ou uréia. Todas as variáveis, dentre as quais: desempenho animal, degradabilidade ruminal da dieta e seus componentes, esvaziamento ruminal, taxa de desaparecimento sólido, concentração de ácidos graxos de cadeia curta, metano, nitrogênio amoniacal (pela média ex situ), estimativa de liberação de energia, contagem de protozoários e metagenômica ruminal serão coletadas e avaliadas durante dois períodos em dois anos (na estação chuvosa e seca). Os dados serão analisados estatisticamente usando o SAS 9.3. (AU)