Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização eletrofisiológica das correntes iônicas do cílio primário dos neurônios dos gânglios da raiz dorsal após estimulação inflamatória e sua modulação pela crotalfina

Processo: 19/26414-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2021
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Celular
Pesquisador responsável:Gisele Picolo
Beneficiário:Louise Faggionato Kimura Vieira
Supervisor no Exterior: Paul Decaen
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Northwestern University, Chicago, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:19/05882-8 - Avaliação do papel da crotalfina na dinâmica do cílio primário de neurônios aferentes primários: novos caminhos para o estudo de compostos analgésicos, BP.PD
Assunto(s):Eletrofisiologia   Mediadores da inflamação   Dor crônica   Desenvolvimento de fármacos   Crotalfina   Venenos de serpentes

Resumo

A dor crônica afeta cerca de 30% da população mundial. O tratamento para essa condição ainda é um desafio, tornando-se interessante o estudo de novos fármacos e novos alvos moleculares capazes de modular o sistema nociceptivo. A crotalfina é um peptídeo sintético (patente PI 0502399-8 concedida em 05/05/2018) originalmente isolado do veneno da serpente sul-americana Crotalus durissus terrificus, que possui ação analgésica duradoura em modelos de dor aguda e crônica. No entanto, seu alvo celular/molecular, bem como seu mecanismo de ação em neurônios periféricos, permanece desconhecido. Sabe-se que a maioria das células, incluindo os neurônios, possui em sua superfície uma "nano-antena" celular chamada de cílio primário, com funções sensoriais. Sabe-se que essa organela tem um papel importante na via de sinalização Wnt que pode, por sua vez, modular o influxo de cálcio. No entanto, a função dos cílios primários nos neurônios do sistema nervoso periférico de mamíferos, bem como seu papel nas vias nociceptivas, não é conhecida. Como a crotalfina modula a sinalização Wnt sob estimulação inflamatória crônica, o objetivo deste trabalho é avaliar a eletrofisiologia dos cílios primários dos neurônios aferentes primários após a estimulação inflamatória e o papel da crotalfina nessa dinâmica. Dessa forma, os resultados deste projeto podem abrir novas perspectivas sobre os mecanismos de ação da crotalfina, além de atribuir ao cílio primário um alvo celular sem precedentes no controle da taxa de despolarização dos neurônios periféricos sob condições inflamatórias. (AU)