Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação de ácidos graxos ômega-3 com sobrevida, recidiva tumoral e mortalidade em mulheres com câncer de mama

Processo: 20/05913-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Nágila Raquel Teixeira Damasceno
Beneficiário:Ingrid Mags Carvalho de Almeida
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/24531-3 - Propriedades estruturais e biofísicas de lipoproteínas nativa e modificada, AP.TEM
Assunto(s):Neoplasias mamárias   Metabolismo dos lipídeos   Ácidos graxos ômega-3   Sobrevida   Registros médicos   Cromatografia a gás

Resumo

O câncer de mama (CM) é a neoplasia maligna que mais acomete mulheres no mundo, e é responsável pela maior taxa de mortalidade nessa população. É possível que exista relação entre o consumo de alimentos fontes de ácidos graxos ômega-3 (n-3) e a progressão do CM - Estudos recentes relacionam o maior consumo de n-3 com menor incidência deste câncer. Entretanto, ainda não há muitas evidências que relacionem o consumo desse ácido graxo com desfechos relacionados a recidiva, sobrevida e mortalidade. Propõe-se então avaliar a associação entre ácidos graxos n-3, recidiva tumoral e mortalidade de mulheres sobreviventes de CM. Trata-se de um projeto de pesquisa inserido na Coorte "Obesidade e câncer de mama: Avaliação dos fatores de riscos associados ao excesso de peso e tecido adiposo" realizada com mulheres atendidas no Hospital Geral de Fortaleza (HGF - Fortaleza, CE) entre 2011 e 2012. Foi coletado perfil socioeconômico e história clínica, dados antropométricos e realizada coleta de sangue de mulheres diagnosticas com CM (Grupo Caso; n = 100) e sem nenhum tipo de neoplasia (Grupo Controle; n = 100). Entre 2018 e 2019 foi realizada uma busca nos prontuários médicos das participantes a fim de identificar os seguintes desfechos: recidiva, novo tumor e o status vital. Para a avaliar os ácidos graxos da série ômega-3 em ambos os grupos será realizada uma metodologia de mensuração através da cromatografia gasosa através da membrana eritrocitária dos indivíduos. Todos os testes estatísticos serão realizados com o auxílio do programa Statistical Package for the Social Sciences ® (SPSS), versão 20.0 (SPSS Incorporation, 2010). O valor de significância considerado será de p< 0,05.