Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação do tamanho de partícula de HDL com o nível de atividade física em indivíduos com hipercolesterolemia associada ou não a aterosclerose

Processo: 06/52042-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2006
Vigência (Término): 30 de junho de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Nágila Raquel Teixeira Damasceno
Beneficiário:Claudia Assef Sanibal
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Atividade física   HDL-Colesterol   Dislipidemias   Aterosclerose

Resumo

As dislipidemais primárias ou secundárias representam um dos principais fatores de risco para as doenças cardiovasculares e, particularmente, para a aterosclerose. Portanto, todos os fatores nutricionais e/ou farmacológicos capazes de reduzir a sua incidência ou melhorar seu quadro clínico, representam ferramentas importantes na sua prevenção ou tratamento. Além das dislipidemias, as modificações oxidativas da lipoproteína de baixa densidade (LDL) têm relação direta com o processo aterosclerótico. E em paralelo, a lipoproteína de alta densidade (HDL) apresenta relação inversa com o risco cardiovascular. O objetivo deste projeto é avaliar em pacientes dislipidêmicos com ou sem aterosclerose, quo não usam estatina, o perfil lipídico, o tamanho da HDL e a atividade física, visando estabelecer possíveis relações entre os mesmos. Para a consecução destes objetivos serão realizadas a caracterização do perfil lipídico dos pacientes e o monitoramento da HDL e do nível de atividade física, através do questionário de Baecke. Neste sentido, utilizaremos para avaliar o tamanho de partícula da HDL o método de Laser- Ligh- Scatterimg. Serão avaliados dados antropométricos (Peso, Altura e Composição Corporal). O diagnóstico de aterosclerose será feito através do índice Tornozela-Braço e da classificação de risco para Doença Arterial Coronariana, baseada no Adult Treatment Panel III (ATP III). A partir destas análises, possíveis correlações e diferenças serão estabelecidas entre o tamanho da partícula. (AU)