Busca avançada
Ano de início
Entree

Transferencia de funcoes ordinais atraves de classes de estimulos equivalentes em criancas surdas.

Processo: 07/59867-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2008
Vigência (Término): 30 de junho de 2009
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Antonio Celso de Noronha Goyos
Beneficiário:Domitila Shizue Kawakami Gonzaga
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Equivalência de estímulos   Transferência de função

Resumo

Na atualidade, prefere-se que, quando se trata de crianças surdas, a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) seja ensinada como primeira língua. Nesta língua há uma maior flexibilidade na construção gramatical de frases do que na língua portuguesa escrita, que é ensinada ao surdo como segunda língua ou aprendida como língua instrumental, pois a LIBRAS ainda não possui representação gráfica. Durante a aprendizagem de seqüências gramaticais da língua portuguesa escrita pelo surdo podem aparecer dificuldades devido à maior rigidez da língua portuguesa escrita. Tendo em vista a necessidade que existe hoje de ensinar ao surdo também a língua portuguesa escrita, faz-se necessário o desenvolvimento de procedimentos efetivos para o ensino da gramática escrita. Dentre os aspectos envolvidos no ensino da gramática a sequenciação das palavras é bastante importante. O presente estudo pretende identificar um procedimento efetivo para o ensino e emergência de seqüências de palavras da língua portuguesa escrita para surdo, baseado no paradigma de equivalência de estímulos em interação com equivalência funcional. Participarão do estudo quatro crianças surdas. Primeiramente, três classes de estímulos serão estabelecidas através de tarefas de escolha de acordo com o modelo: sujeito, verbo e advérbio, cada classe contendo quatro estímulos familiares. A seguir, será ensinada uma seqüência sujeito-verbo-advérbio com um estímulo de cada classe anteriormente formada. Após o ensino desta primeira seqüência, será testado se as funções ordinais ensinadas se transferem para as outras palavras das classes de estímulos equivalentes. Além da importância social que o estudo apresenta como ferramenta para o ensino de sinais de LIBRAS para crianças surdas, o presente estudo pretende esclarecer como análise comportamental pode contribuir para a compreensão de fenômenos complexos de linguagem, tais como, o ensino de sintaxe. (AU)