Busca avançada
Ano de início
Entree

Transferência de funções ordinais através de classes de estímulos equivalentes em crianças surdas

Processo: 09/04079-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 31 de março de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Antonio Celso de Noronha Goyos
Beneficiário:Alice Almeida Chaves de Resende
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Equivalência de estímulos   Análise do comportamento   Pessoas com deficiência auditiva

Resumo

O ensino bilíngüe pode causar dificuldades escolares para as pessoas surdas na medida em que as estruturas ordinais-gramaticais da LIBRAS e da Língua Portuguesa escrita são diferentes. Nessa última, a estrutura é composta por sujeito-verbo-complemento, enquanto a LIBRAS permite o uso não apenas desta, mas também da ordem sujeito-complemento-verbo e complemento-sujeito-verbo. Quando o indivíduo aprende três classes de estímulos referentes a sujeito, verbo e complemento e, adicionalmente, a ordem gramatical entre elementos de uma dessas classes, as relações ordinais se transferem para os demais membros das classes, sem que haja necessidade de ensino adicional. Não se têm evidências, no entanto, a respeito da possibilidade de adicionar uma nova classe de estímulos referente a preposições, e se haveria transferência da função ordinal incluindo os membros dessa classe. Participarão deste estudo cinco crianças surdas. Estas deverão ler 100% das palavras contidas no pré-teste de sinalização, exceto as preposições. Os estímulos experimentais serão 16 palavras impressas, divididas em quatro conjuntos de estímulos (A1,2,3,4; B1,2,3,4; C1,2,3,4 e D1,2,3,4) correspondentes, respectivamente, a sujeito, verbo, preposição e complemento. O procedimento de ensino das classes será de escolha de acordo com o modelo (MTS) e o de ensino de seqüência será de treino seqüencial através de uma adaptação do procedimento anterior (CRMTS). A análise de dados será realizada de acordo com a porcentagem de acerto nas relações de classe de equivalência e de formação de seqüência, e nos testes das relações derivadas.