Busca avançada
Ano de início
Entree

Preparo e caracterização de micropartículas poliméricas contendo lidocaína, desenvolvidas para o tratamento da dor

Processo: 10/11097-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 30 de abril de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Eneida de Paula
Beneficiário:Estefânia Vangelie Ramos Campos
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/00121-9 - Novas formulações de anestésicos locais de liberação controlada: do desenvolvimento ao teste clínico odontológico, AP.TEM
Assunto(s):Anestésicos locais   Sistemas de liberação de medicamentos   Lidocaína

Resumo

A lidocaína (LDC) é um anestésico local da classe das amino-amidas, que juntamente com dois outros anestésicos desta classe, a ropivacaína e a bupivacaína, têm sido os fármacos de escolha na terapia da dor aguda e crônica. Os principais efeitos tóxicos dos AL são decorrentes de sua absorção sistêmica, após administração regional, e pode levar à neurotoxicidade e/ou cardiotoxicidade Como as características desejáveis para um anestésico local incluem longa duração de ação, seletividade para o bloqueio sensorial em relação ao motor e diminuição da toxicidade sistêmica, uma alternativa que tem se mostrado capaz de promover estes efeitos desejáveis é a liberação modificada destes fármacos. Esta veiculação de anestésicos locais pode ser obtida pela formação de complexos de inclusão com ciclodextrinas, encapsulação em lipossomas e associação a micropartículas poliméricas. O objetivo deste projeto é desenvolver (preparar e caracterizar) um novo sistema de liberação modificada para a LDC em micropartículas de poli-lático-co-glicólico (PLGA) a fim de melhorar as propriedades farmacológicas deste anestésico local, objetivando uma futura aplicação clínica, por via infiltrativa. Pretendemos também avaliar esta nova forma farmacêutica, via testes de citotoxicidade in vitro, em comparação ao anestésico comercial.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SILVA DE MELO, NATHALIE FERREIRA; RAMOS CAMPOS, ESTEFANIA VANGELIE; FRANZ-MONTAN, MICHELLE; DE PAULA, ENEIDA; GONCALVES DA SILVA, CAMILA MORAIS; MARUYAMA, CINTIA RODRIGUES; STIGLIANI, TATIANE PASQUOTO; DE LIMA, RENATA; DE ARAUJO, DANIELE RIBEIRO; FRACETO, LEONARDO FERNANDES. Characterization of Articaine-Loaded Poly(epsilon-caprolactone) Nanocapsules and Solid Lipid Nanoparticles in Hydrogels for Topical Formulations. Journal of Nanoscience and Nanotechnology, v. 18, n. 6, p. 4428-4438, JUN 2018. Citações Web of Science: 4.
RAMOS CAMPOS, ESTEFANIA VANGELIE; SILVA DE MELO, NATHALIE FERREIRA; GUILHERME, VIVIANE APARECIDA; DE PAULA, ENEIDA; ROSA, ANDRE HENRIQUE; DE ARAUJO, DANIELE RIBEIRO; FRACETO, LEONARDO FERNANDES. Preparation and characterization of poly(e-caprolactone) nanospheres containing the local anesthetic lidocaine. Journal of Pharmaceutical Sciences, v. 102, n. 1, p. 215-226, JAN 2013. Citações Web of Science: 22.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.