Busca avançada
Ano de início
Entree


Variabilidade entre materiais genéticos de eucalyptus spp quanto à distribuição de raízes finas em latossolos profundos

Texto completo
Autor(es):
Rafael Costa Pinheiro
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agronômicas (Campus de Botucatu).
Data de defesa:
Membros da banca:
Cássio Hamilton Abreu Junior; Eduardo Vinicius da Silva
Orientador: Jean-Paul Laclau; Iraê Amaral Guerrini
Resumo

O comportamento de raízes em camadas profundas do solo é um assunto pouco estudado entre espécies arbóreas. Este tema pode ser importante para programas de melhoramento genético, pois um crescimento rápido das raízes em profundidade pode contribuir para explicar diferentes taxas de sobrevivência entre clones nos Latossolos profundos, em períodos excepcionalmente secos. Os objetivos do estudo foram: a) avaliar a densidade de raízes finas de diferentes materiais genéticos de Eucalyptus aos 2 e 4 anos de idade e em solos com diferentes texturas; b) avaliar a razão entre o índice de área foliar (IAF) e o índice de área radicular (IAR) entre diferentes materiais genéticos de eucalipto; e c) avaliar se a relação entre a altura média do povoamento e a profundidade máxima atingida pelas raízes finas, já encontrada em uma monoprocedência de E. grandis, é válida para outros materiais genéticos. Para a coleta de raízes no solo, foi utilizado um trado semimecanizado que coletou amostras de solo a várias distâncias das árvores, até atingir 17 m de profundidade. As raízes finas (diâmetro ≤ 2 mm) e as folhas foram escaneadas e analisadas pelos softwares WinRhizo e ImageJ, respectivamente. A densidade de raízes finas entre os materiais genéticos estudados foi maior nas camadas superficiais do solo, atingindo valores de 0,2 a 0,4 g kg-1, reduzindo-se a valores menores que 0,1 g kg-1 abaixo da profundidade de 25 cm, independentemente do material genético. O material seminal e os clones exibiram um padrão similar no desenvolvimento de suas raízes finas em camadas profundas do solo. Entretanto, há uma tendência de maior densidade média de raízes finas para o material seminal e o clone 14 em comparação aos outros clones. Os perfis de conteúdo de água no solo mostraram que todos os materiais genéticos foram capazes de absorver água até 10 metros de profundidade aos dois anos ... (AU)

Processo FAPESP: 12/13380-3 - Variabilidade entre 4 materiais genéticos de Eucalyptu spp. quanto à distribuição de raízes finas em latossolos muito profundos
Beneficiário:Rafael Costa Pinheiro
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado