Busca avançada
Ano de início
Entree


Efeitos da sinalização purinérgica durante a infecção aguda e crônica pelo Plasmodium chabaudi AS.

Texto completo
Autor(es):
Érika Machado de Salles
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas
Data de defesa:
Membros da banca:
Maria Regina D'Imperio Lima; Marcelo Urbano Ferreira; Denise Morais da Fonseca; Alexandre de Castro Keller; Alessandra Pontillo
Orientador: Maria Regina D'Imperio Lima
Resumo

A malária permanece um sério problema de saúde em países subdesenvolvidos. O estágio sanguíneo da infecção é responsável por todos os sintomas associados com a malária. Recentemente, tem sido mostrado que receptores imunes inatos são capazes de detectar sinais de dano, tais como a adenosina trifosfato ATP. O receptor P2X7 detecta altas concentrações de ATP extracelular. Ao avaliarmos a parasitemia e os parâmetros clínicos da doença em camundongos C57BL/6 e P2X7-/-, observamos uma semelhança em ambos os grupos até o dia 7 p.i., mas após este período os camundongos P2X7-/- tiveram dificuldade de controlar a parasitemia e restaurar os parâmetros clínicos. O ineficiente controle da parasitemia durante o período agudo e crônico em camundongos P2X7-/- foi associado com a baixa produção de IFNγ. Além disso, o receptor P2X7 aumenta a expressão de T-bet em células Th1 e controla o número de células Tfh. Este estudo mostra que o equilíbrio mediado pelo receptor P2X7 entre os fatores de transcrição Bcl-6 e T-bet ajusta a imunidade celular e humoral na malária. (AU)

Processo FAPESP: 11/11053-2 - Efeitos da sinalização purinérgica durante a infecção aguda e crônica pelo Plasmodium chabaudi AS
Beneficiário:Érika Machado de Salles
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado