Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Composition and diversity of mosquitoes (Diptera: Culicidae) in urban parks in the South region of the city of Sao Paulo, Brazil

Título (Português): Composição e diversidade de mosquitos (Diptera: Culicidae) em parques urbanos localizados na região Sul do município de São Paulo, Brasil
Texto completo
Autor(es):
Mostrar menos -
de Carvalho, Gabriela Cristina ; Ceretti-Junior, Walter ; Barrio-Nuevo, Karolina Morales ; Wilk-da-Silva, Ramon ; Christe, Rafael Oliveira ; de Paula, Marcia Bicudo ; Vendrami, Daniel Pagotto ; Multini, Laura Cristina ; Evangelista, Eduardo ; Camargo, Amanda Alves ; Souza, Laura Freitas ; Bruno Wilke, Andre Barretto ; Medeiros-Sousa, Antonio Ralph ; Marrelli, Mauro Toledo
Número total de Autores: 14
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Biota Neotropica; v. 17, n. 2, p. -, 2017.
Citações Web of Science: 0
Resumo

Abstract Many parks in the city of São Paulo contain remnants of Atlantic Forest. Of the 30 municipal parks in the South of the city, we investigated two in this study (Santo Dias Park and Shangrilá Park) in order to survey their mosquito fauna and investigate the presence of potential bioindicators of environmental conditions and vectors of human pathogens. Mosquitoes were collected monthly between March 2011 and February 2012 using aspirators, Shannon and CDC traps for adult mosquitoes and larval dippers and suction samplers for immature forms. Sampling effort was evaluated by plotting a species accumulation curve, and total richness was estimated using the first-order jackknife. To compare the diversity between the two parks Shannon and Simpson diversity indexes were calculated. Species similarity was compared by the Sorensen similarity index. In all, 8,850 specimens were sampled in both parks. Collections in Santo Dias Park yielded 1,577 adult mosquitoes and 658 immature individuals distributed in seven genera (Aedes, Anopheles, Culex, Limatus, Mansonia, Toxorhynchites and Wyeomyia) and 27 taxonomic units. Among the adult mosquitoes collected, Culex nigripalpus .and Aedes fluviatilis were the most abundant, while the most abundant immature forms were Cx. imitator, Wy. davisi, Wy. galvaoi and Ae. albopictus. Collections in Shangrilá Park yielded 4,952 adult specimens and 1,663 immature forms distributed in eight genera (Aedes, Anopheles, Culex, Limatus, Mansonia, Toxorhynchites, Uranotaenia and Wyeomyia) and 36 taxonomic units. Species accumulation curves in both parks were close to the asymptote, and the total richness estimate was close to the observed richness. Although the observed species richness was higher in the Shangrilá Park, there was no statistically significant difference between the diversity indexes measured. Regarding species composition, the two sites shared 16 species, including those of epidemiological importance such as Culex nigripalpus, Cx. quinquefasciatus, Aedes albopictus and Ae. aegypti. As some of the mosquito taxa found are bioindicators of environmental conditions and have epidemiological potential to carry pathogens, we recommend that urban parks should be included in official mosquito surveillance programs, and regular surveys carried out to detect circulating arboviruses. (AU)

Resumo

Resumo Parques urbanos do município de São Paulo contêm remanescentes de Mata Atlântica. No sul da cidade há 30 parques municipais, sendo os parques Santo Dias e Shangrila alvos deste estudo. Este estudo teve a proposta de levantamento da fauna de culicídeos desses dois parques no sul da cidade de São Paulo e avaliar a presença de potenciais bioindicadores e espécies vetoras de patógenos aos seres humanos. Os mosquitos foram coletados mensalmente entre março de 2011 e fevereiro de 2012, com aspiradores, armadilhas de Shannon e CDCs para mosquitos adultos e conchas entomológicas e bombas manuais de sucção para os imaturos. O esforço amostral foi avaliado por traçar uma curva de acumulação de espécies, e a riqueza total foi estimada pelo método jackknife de primeira ordem. Para comparar a diversidade entre os dois parques, foram calculados os índices de diversidade de Shannon e de Simpson. A similaridade na composição de espécies foi comparada pelo índice de similaridade de Sorensen. Foram coletados um total de 8.850 espécimes de culicídeos em ambos os parques. Coletas no parque Santo Dias renderam 1.577 mosquitos adultos e 658 imaturos, distribuídos em sete gêneros (Aedes, Anopheles, Culex, Limatus, Mansonia, Toxorhynchites e Wyeomyia) e 27 unidades taxonômicas: Culex nigripalpus, e Aedes fluviatilis foram as mais abundantes unidades taxonômicas coletadas como adultos, enquanto em formas imaturas, as espécies mais abundantes coletadas foram Cx. imitator, Wy. davisi, Wy. galvaoi e Ae. albopictus. Coletas no parque Shangrilá renderam 4.952 espécimes como adultos e 1.663 formas imaturas, distribuídas em oito gêneros (Aedes, Anopheles, Culex, Limatus, Mansonia, Toxorhynchites, Uranotaenia e Wyeomyia) e 36 unidades taxonômicas.. As curvas de acúmulo de espécies em ambos os parques ficaram perto da assíntota, e as estimativas de riqueza total foram próximas às riquezas observadas. Apesar da riqueza observada ter sido maior no parque Shangrilá, não houve diferença estatisticamente significante entre os índices de diversidade mensurados. Em relação à composição de espécies os dois locais compartilharam 16 espécies, incluindo as de maior importância epidemiológica como Culex nigripalpus, Cx. quinquefasciatus, Aedes albopictus e Ae. aegypti. Alguns táxons de culicídeos são bioindicadores de condições ambientais nas áreas ou possuem potencial para veicular patógenos. Atenção deve ser dada a parques urbanos, com inclusão destes locais nos programas oficiais de vigilância entomológica e investigações periódicas na circulação de arbovírus. (AU)

Processo FAPESP: 10/51230-8 - Biodiversidade de mosquitos (Diptera : Culicidae) nos parques municipais da cidade de São Paulo
Beneficiário:Mauro Toledo Marrelli
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Programa BIOTA - Regular