Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Lacrimal gland atrophy and dry eye related to isotretinoin, androgen, and prolactin: differential diagnosis for Sjogren's syndrome

Título (Português): Atrofia das glândulas lacrimais e olho seco relacionados aisotretinoína, androgênio e prolactina: diagnóstico diferencial com a síndrome de Sjögren
Texto completo
Autor(es):
Amanda Pires Barbosa ; Fabíola Reis de Oliveira ; Flavio Jaime da Rocha ; Valdair Francisco Muglia ; Eduardo Melani Rocha
Número total de Autores: 5
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Arquivos Brasileiros de Oftalmologia; v. 84, n. 1, p. 78-82, Jan. 2021.
Citações Web of Science: 0
Resumo

ABSTRACT This report is of three cases of sicca syndrome, initially suspected to be Sjögren’s syndrome, which was ruled out by clinical and laboratory investigations. The patients were a 24-year-old woman, a 32-year-old man, and a 77-year-old woman with chronic symptoms of sicca syndrome, including dry eye syndrome. The first case was associated with the use of isotretinoin, a retinoic acid. The second was associated with the use of anabolic androgenic steroids, and the third was related to a prolactin- secreting pituitary adenoma. All cases manifested sicca, including dry eye syndrome, after those events, and the manifestations persisted. Magnetic resonance imaging revealed bilateral atrophy of the lacrimal gland. The medical history, ocular examinations, laboratory exams, and magnetic resonance images confirmed dry eye syndrome; however, the exams were all negative for Sjögren’s syndrome. The lacrimal gland was absent on magnetic resonance imaging in all three cases. The clinical history revealed that the signs and symptoms appeared after chronic exposure to retinoic acid, anabolic androgenic steroids, and a prolactin-secreting pituitary adenoma, respectively. Chronic isotretinoin, anabolic androgenic steroids, and prolactin-secreting pituitary adenoma or, in this last case, its inhibitory treatment, can cause lacrimal gland atrophy, sicca syndrome, and dry eye syndrome, and a differential diagnosis of Sjögren’s syndrome. Further studies on doses, time, and other susceptibilities to the long-lasting adverse effects of retinoic acid, anabolic androgenic steroids, and the repercussions of prolactin-secreting pituitary adenoma are necessary to confirm and expand upon these associations. (AU)

Resumo

RESUMO O relato descreve três casos de síndrome de sicca, inicialmente suspeitos de serem a síndrome de Sjögren, que fo­ram negados pela investigação clínica e laboratorial. O primeiro associado ao uso de isotretinoína, um ácido retinóico, o segundo ao uso de esteroides androgênicos anabolizantes e o terceiro relacionado ao adenoma da hipófise secretora da prolactina, todos manifestaram sicca, incluindo a síndrome do olho seco após esses eventos e as manifestações persistem. A ressonância magnética revelou atrofia bilateral da glândula lacrimal. Eles eram uma mulher de 24 anos, um homem de 32 anos e uma mulher de 77 anos com sintomas crônicos da síndrome de sicca, incluindo a síndrome do olho seco. A história médica, o exame ocular, os exames laboratoriais e a ressonância magnética foram confirmados como síndrome do olho seco, no entanto, todos os exames foram negativos para a síndrome de Sjögren. A glândula lacrimal estava ausente na ressonância magnética nos três casos. A história clínica revelou que sinais e sintomas se manifestaram após exposição crônica ao ácido retinóico, esteróides anabolizantes androgênicos e adenoma secretivo da prolactina hipofisária, respectivamente. Isotretinoína crônica, esteroides anabólicos androgênicos e adenoma hipofisário secretor de prolactina ou, neste último caso, seu tratamento inibitório pode ser a causa da atrofia da glândula lacrimal, síndrome da sicca e síndrome do olho seco e diagnóstico diferencial da síndrome de Sjögren. Estudos adicionais sobre doses, duração e outras suscetibilidades aos efeitos adversos duradouros do ácido retinóico, esteroides androgênicos anabólicos e repercussões do adenoma da hipófise secretora da prolactina são necessários para confirmar e detalhar essas associações. (AU)

Processo FAPESP: 14/23211-0 - História Natural da Disfunção das Glândulas Lacrimal e Salivar na Síndrome de Sjögren
Beneficiário:Eduardo Melani Rocha
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo FAPESP: 14/22451-7 - Sistemas de liberação sustentada e direcionada de fármacos para o tecido epitelial
Beneficiário:Renata Fonseca Vianna Lopez
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Temático