Busca avançada
Ano de início
Entree

Percepções de risco sobre os alimentos e alimentação: abordagem multifocal com consumidores e profissionais

Processo: 19/10936-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2020 - 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Diogo Thimoteo da Cunha
Beneficiário:Diogo Thimoteo da Cunha
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Pesq. associados:Caroline Dario Capitani ; Elizabeth Redmond ; Elke Stedefeldt ; Joana Pereira de Carvalho Ferreira ; Luis Miguel Soares Ribeiro Leite da Cunha ; Nicola Buckland ; Veridiana Vera de Rosso
Assunto(s):Consumo de alimentos  Dieta saudável  Higiene de alimentos  Doenças transmitidas por alimentos  Nutricionistas  Consumidor 

Resumo

Os objetivos principais do projeto são: a) Mensurar e avaliar as percepções risco acerca dos alimentos e alimentação por parte dos consumidores considerando aspectos de saúde, consumo e doença transmitida por alimentos e; b) Avaliar a confiança e "calor" de estereótipos de nutricionistas com vistas a avaliação da competência profissional. O estudo tem desenho transversal, analítico e com metodologia quantitativa. O projeto se divide em dois blocos de execução: A) Percepção de consumidores sobre alimentos, seu consumo e seu risco; B) Percepção sobre os profissionais que atuam com alimentos e alimentação. No bloco A espera-se a participação de 800 voluntários em duas etapas com sendo elas: verificar a percepção de risco e benefício de adultos e idosos (n=500) sobre 50 alimentos utilizando escalas psicométricas, viés-otimista em relação a ganho de peso e doenças crônicas aplicação do Food Choice Questionnaire (FCQ) e avaliar percepções relacionadas a manipulação e higiene dos alimentos de 300 consumidores. Eles indicarão a percepção de risco sobre doenças transmitidas por alimentos relacionados a seis perdas: econômica, performance, social, física, psicológica e de tempo. Em todas as etapas serão utilizadas escalas psicométricas. Compreender as percepções de risco sobre os alimentos podem auxiliar na elaboração de estratégias de mitigação de riscos mais eficazes. No bloco B o objetivo será avaliar as percepções acerca de profissionais relacionados a alimentação. Participarão 300 adultos, 250 nutricionistas e 250 estudantes de nutrição (n=800) irão avaliar a confiança e "calor" (warmth) de diferentes estereótipos de nutricionistas à luz da teoria Stereotype Content Model (SCM). Será aplicado um formulário de avaliação do grau de confiança no profissional por meio da avaliação de seis imagens de diferentes tipos de nutricionistas (variando em: peso corporal, gênero e idade). Compreender a percepção dos indivíduos acerca dos profissionais é importante, pois justamente esses profissionais são altamente indicados em auxiliar a população sobre riscos associados aos alimentos e alimentação. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARSOLA, CAMILA DE MELLO; CUNHA, LUIS MIGUEL; DE CARVALHO-FERREIRA, JOANA PEREIRA; DA CUNHA, DIOGO THIMOTEO. Factors Underlying Food Choice Motives in a Brazilian Sample: The Association with Socioeconomic Factors and Risk Perceptions about Chronic Diseases. FOODS, v. 9, n. 8 AUG 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.