Busca avançada
Ano de início
Entree

O efeito da fragmentação sobre as funções ecológicas dos primatas

Processo: 14/14739-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de abril de 2015 - 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Laurence Marianne Vincianne Culot
Beneficiário:Laurence Marianne Vincianne Culot
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro, SP, Brasil
Pesq. associados: Bialozyt, Ronald ; Eckhard Walter Heymann ; Luca Börger ; Milton Cezar Ribeiro ; Olívia de Mendonça Furtado Pimenta
Bolsa(s) vinculada(s):17/11962-9 - Uso do habitat, padrões de movimento e gasto energético pelo mico-leão-preto (Leontopithecus chrysopygus) em diferentes contextos de fragmentação, BP.DR
18/12391-8 - Dispersão secundária por besouros coprófagos de sementes defecadas pelo mico-leão-preto (Leontopithecus chrysopygus), BP.IC
18/15625-0 - Modelagem da movimentação e chuva de sementes do mico-leão-preto (Leontopithecus chrysopygus), BP.MS
+ mais bolsas vinculadas 18/09331-3 - O efeito da fragmentação sobre as funções ecológicas dos primatas, BP.TT
17/07954-0 - A influência de grupos funcionais de primatas no destino de sementes e consequências para a conservação, BP.PD
17/08440-0 - Perturbações antrópicas e o serviço de dispersão de sementes por primatas: o caso do estado de São Paulo, BP.IC
17/06608-1 - Seleção de dormitórios pelos micos-leões-pretos: uma comparação entre floresta contínua e fragmento, BP.MS
15/09730-7 - O efeito da fragmentação sobre as funções ecológicas dos primatas, BP.TT - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Dispersão de sementes  Primatas  Ecologia da paisagem  Interação planta-animal 

Resumo

A fragmentação dos habitats é uma das maiores ameaças à biodiversidade, cujo efeito é geralmente medido por meio da riqueza específica. No entanto, mudanças de riqueza específica não revelam as consequências para o funcionamento do ecossistema, e outras medidas, como a diversidade funcional, são necessárias. Nos trópicos, os primatas representam entre 25 e 40% da biomassa dos frugívoros e por tanto, são considerados dispersores de sementes essenciais para a manutenção e a regeneração das florestas. A pesar de os primatas fornecerem serviços ecossistêmicos importantes, pouco se sabe sobre as consequências da sua extinção para o funcionamento do ecossistema. Trabalhando em três escalas espaciais, este projeto pretende determinar 1) as diferenças inter-continentais dos efeitos da fragmentação das florestas na diversidade funcional dos primatas, 2) como a fragmentação afeita mais particularmente os primatas da Mata Atlântica brasileira e 3) se os serviços de dispersão de sementes dos primatas sobrevivendo em fragmentos são alterados pela fragmentação através de mudanças ecológicas, comportamentais e fisiológicas. As duas primeiras perguntas serão respondidas por meio de índices de diversidade funcional e de um amplo banco de dados de ocorrência e características funcionais dos primatas nos fragmentos do mundo. Na escala menor, o mico-leão preto, Leontopithecus chrysopygus, uma espécie cujo habitat é dos mais fragmentados entre os primatas da Mata Atlântica, será usado como modelo. A eficiência dele como dispersor de sementes e o nível de estresse dos grupos serão comparados entre os fragmentos e a floresta contínua e vinculados com dados ecológicos e comportamentais. Três grupos selvagens serão acompanhados para a coleta de dados de uso da área de vida, dieta, time budget e dispersão de sementes que permitirão validar um modelo dos movimentos e chuva de sementes por L. chrysopygus numa paisagem fragmentada. A aplicação do modelo nos outros fragmentos de ocorrência desta espécie permitirá determinar como os atributos funcionais da dispersão de sementes variam com as características da paisagem. Este projeto pretende estabelecer as bases necessárias ao manejo das populações de L. chrysopygus permitindo a sobrevivência da espécie e dos serviços ao ecossistema que ela fornece. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CULOT, LAURENCE; HUYNEN, MARIE-CLAUDE; HEYMANN, ECKHARD W. Primates and Dung Beetles: Two Dispersers Are Better than One in Secondary Forest. INTERNATIONAL JOURNAL OF PRIMATOLOGY, v. 39, n. 3, SI, p. 397-414, JUN 2018. Citações Web of Science: 2.
CULOT, LAURENCE; BELLO, CAROLINA; FERREIRA BATISTA, JOAO LUIS; ZARATE DO COUTO, HILTON THADEU; GALETTI, MAURO. Synergistic effects of seed disperser and predator loss on recruitment success and long-term consequences for carbon stocks in tropical rainforests. SCIENTIFIC REPORTS, v. 7, AUG 9 2017. Citações Web of Science: 12.
BUFALO, FELIPE SOARES; GALETTI, MAURO; CULOT, LAURENCE. Seed Dispersal by Primates and Implications for the Conservation of a Biodiversity Hotspot, the Atlantic Forest of South America. INTERNATIONAL JOURNAL OF PRIMATOLOGY, v. 37, n. 3, p. 333-349, JUN 2016. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.