Busca avançada
Ano de início
Entree

Integração entre estresse oxidativo e inflamação mediado por mieloperoxidase no remodelamento vascular na aterosclerose: papel da dissulfeto isomerase protéica e de NETs de neutrófilos

Processo: 12/00014-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2012
Vigência (Término): 31 de maio de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Francisco Rafael Martins Laurindo
Beneficiário:Haniel Alves Araujo
Supervisor no Exterior: Peter Libby
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Harvard University, Boston, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:10/06360-0 - Estudo de expressão gênica na resposta de reparação vascular à lesão: efeitos da supressão da dissulfeto isomerase protéica, BP.IC
Assunto(s):Cardiologia   Estresse oxidativo   Inflamação   Aterosclerose

Resumo

O remodelamento vascular tem amplo significado como protótipo de eventos comuns responsáveis por adaptações fisiológicas ou alterações patológicas em doenças vasculares. A progressão e desestabilização da placa aterosclerótica e o remodelamento vascular associado ao processo integram mecanismos complexos de sinalização vascular, envolvendo inflamação crônica e estresse oxidativo. Assim, a hipótese desse estudo é de que as mieloperoxidases possuem papel fundamental neste processo, atuando através da formação de NETs para a inflamação crônica e exacerbação de equilíbrio redox. Além disso, postulamos que chaperonas (com ênfase na dissulfeto isomerase protéica - PDI) presentes nessas NETs podem interagir na organização dessa resposta e na correlação entre esses processos e o estresse do retículo endoplasmático. O objetivo deste projeto é o estudo da mieloperoxidase durante a formação de NETs em modelos in vivo de análise de progressão e estabilidade de placa aterosclerótica, investigando as interações com estresse oxidativo - NADPH oxidases - e convergência com estresse do RE mediada por chaperonas.Os objetivos específicos são: 1 - Investigar interação entre estresse oxidativo e inflamação em neutrófilos durante a formação das NETs mediada pela mieloperoxidase. 2 - Determinar os mecanismos pelos quais a mieloperoxidase pode influenciar a instabilidade e ruptura de placa aterosclerótica e remodelamento vascular. 3 - Investigar a interação entre chaperonas (PDI) e mieloperoxidase nas NETs fazendo a interligação entre estresse do RE, desequilíbrio redox e inflamação crônica no remodelamento vascular e desestabilização da placa. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.