Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência de parâmetros climáticos e ecofisiológicos na distribuição de serpentes do gênero Bothrops

Processo: 12/15697-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2013
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Fisiologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Denis Otavio Vieira de Andrade
Beneficiário:Rodrigo Samuel Bueno Gavira
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Bothrops   Distribuição geográfica

Resumo

Dados climáticos globais mostram que a última década têm sido a mais quente dos últimos 200 anos e previsões para o início do próximo século sugerem ainda um aumento de aproximadamente 2 a 4°C na temperatura média do planeta. Tais mudanças de temperatura podem trazer implicações diretas e indiretas na fauna mundial, sobretudo em espécies ectotérmicas, que dependem de fontes externas de calor para termorregular. Assim, alterações na temperatura corpórea de répteis e anfíbios podem, por exemplo, afetar diversos processos fisiológicos, como metabolismo, digestão, perda de água por evaporação, entre outros. A partir daí, alguns pesquisadores vêm tentando encontrar uma relação entre a distribuição geográfica destes animais e as características bioclimáticas do ambiente onde vivem, partindo do pressuposto que temperatura, bem como umidade, são fatores importantes para a ocupação de diferentes hábitats. Deste modo, no presente trabalho, temos por objetivo procurar entender a distribuição e ocupação de hábitat por serpentes do gênero Bothrops (B. alternatus; B. jararaca; e B. moojeni) em função dos aspectos macro-climáticos das regiões onde as diferentes espécies são encontradas e verificar se estes padrões de distribuição podem estar associados a variações em parâmetros fisiológicos. Incluiremos ainda, como grupo externo ao de Bothrops, uma quarta espécie, a cascavel (Crotalus durissus terrificus). Para a realização deste estudo, extrairemos os dados bioclimáticos das áreas de ocorrência das serpentes através da base de dados WORLDCLIM, com a utilização do programa DIVA-GIS. A distribuição geográfica das serpentes será compilada a partir da literatura disponível. Em seguida, por meio dos modelos bioclimáticos apropriados, buscaremos distinguir possíveis fatores relevantes que possam estar associados a diferenças no padrão de distribuição das serpentes. Finalmente, em um segundo momento, avaliaremos os seguintes parâmetros fisiológicos das diferentes espécies estudadas: metabolismo energético, fisiologia termal e balanço hídrico, onde teremos então, para cada serpente, a taxa metabólica padrão (15; 25; e 35°C), temperatura corpórea preferida, a tolerância térmica mínima e máxima e a taxa de perda de água evaporativa.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GAVIRA, RODRIGO S. B.; SARTORI, MARINA R.; GONTERO-FOURCADE, MANUEL N.; GOMES, BRUNA F.; ABE, AUGUSTO S.; ANDRADE, DENIS V. The consequences of seasonal fasting during the dormancy of tegu lizards (Salvator merianae) on their postprandial metabolic response. Journal of Experimental Biology, v. 221, n. 8 APR 2018. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
GAVIRA, Rodrigo Samuel Bueno. Termorregulação, balanço hídrico e metabolismo energético de viperídeos Neotropicais (Serpentes : Crotalinae). 2017. 94 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.