Busca avançada
Ano de início
Entree

Desempenho de vacas leiteiras no período de transição tratadas com Megasphaera elsdenii

Processo: 13/19240-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 10 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 09 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Alexandre Vaz Pires
Beneficiário:Vinícius Nunes de Gouvêa
Supervisor no Exterior: Maurice L. Eastridge
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Ohio State University, Columbus, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:12/14289-0 - Caroço de algodão integral em dietas contendo elevados teores de concentrado para bovinos Nelore terminados em confinamento: desempenho, características da carcaça e da carne, metabolismo ruminal e digestibilidade dos nutrientes, BP.DR
Assunto(s):Produção de leite

Resumo

Serão utilizadas trinta vacas da raça Jersey no período de transição. As vacas serão distribuídas em um delineamento em blocos casualizados levando em consideração o número de lactações e a data prevista de parto. Dentro de cada bloco as vacas serão distribuídas aleatoriamente em cada um dos dois tratamentos: 1) controle (dieta basal sem Megasphaera elsdenii) e 2) uma única dose oral de 200 mL de Megasphaera elsdenii (Lactipro; MSBiotec, Littleton, CO - produto disponível comercialmente na dose de 108/organismos/mL), 1que será fornecido em até 24 horas após o parto. Durante os primeiros 30 dias após o parto, as vacas serão alojadas em galpão coberto, mantidas em sistema tie-stall e alimentadas com uma dieta padrão (37.5kg silage/kg DM, 11.3 kg grass baleage/kg DM, 37.3kg fresh cow grain mix/kg DM and 13.9 kg Whole Cottonseed/kg DM). Após este tempo, as vacas serão transferidas para galpão coberto em sistema de free-stalls e alimentadas ad libitum com a mesma dieta. A produção de leite será mensurada diariamente durante os 90 dias iniciais de lactação. Amostras de leite serão coletadas semanalmente durante quatro ordenhas consecutivas realizadas durante os primeiros 30 dias de lactação para a análise da composição do leite. Amostras da fração gordurosa do leite (nata) serão coletadas (durante a ordenha) entre o 7º até o 14º dias em lactação (DEL) para a determinação de corpos cetônicos. Além disso, corpos cetônicos na urina também serão mensurados nos mesmos dias que no leite. Eventos clínicos serão monitorados diariamente até o final do experimento. O escore de condição corporal (ECC) será avaliado no pré-parto e a cada 30 dias após o parto e o peso corporal será mensurado semanalmente. Amostras de silagem de milho, feno e da dieta total serão coletadas semanalmente. O consumo de MS será avaliado nos primeiros 30 DEL depois do parto, enquanto as vacas permanecem no tiestall. Amostras de sangue serão coletas entre o 3º e 5º dia antes da data prevista do parto e entre o 7º e 14º DEL por meio da punção venosa na veia da cauda para determinação de beta-hidroxibutirato e ácidos graxos não esterificados.Além disso, seis vacas Jersey canuladas no rúmen serão alojadas em freestall e alimentadas como nos tratamentos descritos acima (3 vacas para cada tratamento). Amostras do fluido ruminal serão colhidas rotineiramente ao longo de vários dias para monitorar a presença do Megasphaera elsdenii no conteúdo do rúmen. (AU)