Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito inibitório de taninos hexaméricos de proantocianidinas obtidos das cascas de Stryphnodendron adstringens sobre biofilmes de espécies de Candida não-albicans

Processo: 16/04816-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2016
Vigência (Término): 31 de maio de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Kelly Ishida
Beneficiário:Aline Luiza Duarte de Freitas
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Candida   Biofilmes   Micologia   Taninos

Resumo

As leveduras do gênero Candida, micro-organismos comensais humanos, são frequentemente associadas a infecções oportunistas podendo apresentar manifestações mucocutâneas e invasivas. Candida albicans é a espécie mais isolada de material clínico; entretanto tem se observado o aumento de espécies de Candida não-albicans (CNA) nas últimas décadas. Dentre as espécies CNA, Candida glabrata e C. krusei são espécies menos susceptível e/ou resistente aos agentes azólicos. Outro fator complicador para a terapêutica antifúngica é a capacidade de Candida spp. em formar biofilmes em superfícies biótica (tecidos) e abiótica (materiais médico-hospitalares), sendo grande fonte de contaminação e disseminação. As células do biofilme têm apresentado resistência a duas classes de agentes antifúngicos usados na candidíase - agentes poliênicos e azólicos. A reduzida susceptibilidade a agentes antifúngicos, assim como limitações farmacocinéticas e efeitos colaterais, levam a busca de novos antifúngicos na tentativa de obter uma terapia alternativa, e que principalmente atue sobre os biofilmes fúngicos. Stryphnodendron adstringens, planta do cerrado brasileiro utilizada popularmente como agente anti-inflamatório, cicatrizante e no tratamento de infecções em mucosa, também tem sido comprovada seu potencial farmacológico usando modelos" in vitro" e "in vivo". Dentre as atividades, nosso grupo de pesquisa tem mostrado o efeito antifúngico sobre leveduras de Candida e Cryptococcus. Nosso grupo de pesquisa sugere que os taninos hexaméricos de proantocianidinas presentes na fração aquosa F2 e na subfração F2.4 obtidas das cascas dessa planta apresentam efeito inibitório tanto sobre as células planctônicas como sobre biofilmes de C. albicans (ATCC 10231) (parte dos dados foram obtidos do Processo Fapesp 2013/11232-0). Desta forma, o presente projeto visa dar continuidade ao projeto iniciado pelo grupo, utilizando espécies de CNA frequentemente isoladas de material clínico (C. albicans - como referência, C. glabrata, C. krusei, C. parapsilosis e C. topicalis), e assim finalizar a avaliação anti-biofilme dos taninos hexaméricos obtidos das cascas de S. adstringens. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DUARTE DE FREITAS, ALINE LUIZA; KAPLUM, VANESSA; PEREIRA ROSSI, DIEGO CONRADO; ROQUE DA SILVA, LEANDRO BUFFONI; CARVALHO MELHEM, MARCIA DE SOUZA; TABORDA, CARLOS PELLESCHI; PALAZZO DE MELLO, JOAO CARLOS; NAKAMURA, CELSO VATARU; ISHIDA, KELLY. Proanthocyanidin polymeric tannins from Stryphnodendron adstringens are effective against Candida spp. isolates and for vaginal candidiasis treatment. Journal of Ethnopharmacology, v. 216, p. 184-190, APR 24 2018. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.