Busca avançada
Ano de início
Entree

Obtenção e caracterização de peptídeos com atividade de neuroproteção

Processo: 17/16977-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Vigência (Término): 14 de março de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Maria Teresa Bertoldo Pacheco
Beneficiário:Maria Elisa Caetano Silva Abreu
Instituição-sede: Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/17269-9 - Estudo da atividade de peptídeos de soro de leite na inibição da ativação da microglia em modelo de cultura celular, BE.EP.PD
Assunto(s):Doença de Alzheimer   Hidrolisados de proteína   Microglia

Resumo

A Doença de Alzheimer (DA) é uma neuropatologia progressiva e irreversível, que tem afetado cada vez mais pessoas, especialmente maiores de 65 anos. A progressão da doença resulta da agregação de peptídeos ²-amiloide, sua disposição em fibrilas e a consequente formação de placas senis. Paralelamente, pode ocorrer a ativação das células imunes residentes do sistema nervoso central (micróglia), com a liberação de citocinas inflamatórias. Desse modo, nos últimos anos, muitos estudos têm sido direcionados a novos agentes antifibrilas e antiinflamatórios para aplicações terapêuticas. Ao conhecimento atual, alguns íons metálicos, tais como cobre, ferro e zinco, são considerados desencadeadores da agregação de peptídeos ²-amiloide. Portanto, nossa hipótese é de que agentes quelantes de minerais, como peptídeos bioativos de origem alimentar, podem promover a redução da formação de fibrilas, assim como atuar na inibição da neuroinflamação. O objetivo do presente trabalho é obter e caracterizar novos peptídeos de proteínas do soro de leite com atividade de neuroproteção, atuando em fatores fortemente relacionados à instalação e desenvolvimento da DA. Para tal, serão avaliados os peptídeos provenientes das proteínas do soro de leite bovino . Isolado proteico de soro de leite (IPS) será hidrolisado com Alcalase e ultrafiltrado para obtenção de peptídeos de baixa massa molecular (MM < 5 kDa). Os peptídeos com capacidade quelante dos metais Cu, Fe ou Zn serão isolados por cromatografia de afinidade a íons metálicos (IMAC), em sistema FPLC, e sequenciados por espectrometria de massas (MALDI-TOF/TOF). Os peptídeos serão avaliados por ensaios in vitro de inibição da agregação do peptídeo ß-amiloide, na presença ou ausência de metais, e ensaios de ativação da micróglia em modelo de cultura celular. Os peptídeos também serão avaliados quanto às atividades antioxidante (ORAC e proteção ao DNA) e anticolinesterásica, relacionadas à redução do estresse oxidativo e à diminuição da degradação do neurotransmissor acetilcolina, respectivamente. Os peptídeos que apresentarem resultados positivos poderão ser sintetizados e avaliados quanto ao seu potencial de neuroproteção utilizando-se as mesmas técnicas descritas. Este projeto propõe-se a identificar bioatividades ainda não estudadas para peptídeos do soro de leite, fornecendo subsídio para estudos futuros no tratamento de doenças neurodegenerativas com peptídeos de origem alimentar.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAETANO-SILVA, MARIA ELISA; SIMABUCO, FERNANDO MOREIRA; NEVES BEZERRA, ROSANGELA MARIA; DA SILVA, DANIELE CRISTINA; BARBOSA, EDER ALVES; MOREIRA, DANIEL CARNEIRO; BRAND, GUILHERME DOTTO; DE SOUZA DE ALMEIDA LEITE, JOSE ROBERTO; BERTOLDO PACHECO, MARIA TERESA. Isolation and Sequencing of Cu-, Fe-, and Zn-Binding Whey Peptides for Potential Neuroprotective Applications as Multitargeted Compounds. Journal of Agricultural and Food Chemistry, v. 68, n. 44, p. 12433-12443, NOV 4 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.