Busca avançada
Ano de início
Entree

Participação no contexto domiciliar de crianças e adolescentes com Síndrome de Down

Processo: 17/26847-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 13 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Nelci Adriana Cicuto Ferreira Rocha
Beneficiário:Beatriz Helena Brugnaro
Supervisor no Exterior: Peter Rosenbaum
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa: McMaster University, Canadá  
Vinculado à bolsa:17/09653-8 - Perfil sensorial de crianças e adolescentes com Síndrome de Down e a relação com o desempenho motor e a participação no contexto domiciliar, BP.IC
Assunto(s):Neuropediatria   Desenvolvimento psicossocial   Síndrome de Down   Crianças   Adolescentes

Resumo

O modelo biopsicossocial de saúde, melhor exemplificado pela estrutura da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) da Organização Mundial de Saúde (OMS), descreve funcionalidade como a relação entre estrutura e função de corpo, a capacidade de realizar atividades e a participação social. Portanto, para planejar intervenções bem sucedidas, é necessário entender como condições de saúde e deficiências de sistemas afetam capacidades funcionais e participações sociais, assim como identificar suas relações. Desta maneira, um dos objetivos do estudo primário é descrever a participação domiciliar em crianças e adolescentes com síndrome de Down (SD). Os objetivos específicos para serem realizados durante o período de intercâmbio incluem: participação em reuniões; envolvimento em atividades de tradução de conhecimentos; discussão com a equipe do CanChild sobre dados coletados previamente no Brasil; tradução de material educacional de participação para o Português; participação em um congresso científico. Foram coletados dados de 20 crianças e adolescentes com SD com idades entre 7 e 13 anos e 25 crianças e adolescentes com desenvolvimento típico, por meio da escala CHORES (Children Helping Out: Responsibilities, Expectations and Supports scale (CHORES). Os resultados serão analisados e o perfil de participação guiará a escolha do material educacional elaborado pelo CanChild para ser traduzido para o Português. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)