Busca avançada
Ano de início
Entree


Efeito da estrutura da paisagem sobre a diversidade de polinizadores e a efetividade da polinização do café

Texto completo
Autor(es):
Fernanda Teixeira Saturni
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências
Data de defesa:
Membros da banca:
Jean Paul Walter Metzger; Sebastian Tobias Meyer; Isabel Alves dos Santos; Blandina Felipe Viana
Orientador: Jean Paul Walter Metzger; Rodolfo Jaffe Ribbi
Resumo

Apesar de vários estudos terem demonstrado que a presença de abelhas resulta em aumento da produtividade de culturas agrícolas, os mecanismos que determinam a eficácia da polinização em escalas espaciais mais amplas ainda são desconhecidos. Avaliamos a influência da composição e configuração da paisagem sobre a composição da comunidade de abelhas e a polinização do café (Coffea arábica). Nosso estudo foi realizado em uma das regiões cafeeiras mais importantes do Brasil, em nove paisagens compostas de cafezais e diferentes quantidades de remanescentes de Mata Atlântica. Utilizando experimentos de exclusão floral, avaliamos a polinização em 15 pés de café por paisagem. A eficiência da polinização foi medida através da contagem e pesagem dos frutos formados. Também coletamos e identificamos os visitantes florais. Nossas análises foram feitas no nível de paisagem, com 1 e 2 km de raio, e no nível do pé de café, com 300 m de raio em torno de cada árvore. Foram coletados 241 indivíduos de abelhas e identificadas um total de 22 espécies. A abelha Apis mellifera (Apini) foi a espécie mais abundante, seguida de Trigona spinipes (Meliponini). A abundância A. mellifera foi afetada pela composição da matriz na paisagem e a composição da comunidade de abelhas nativas mudou com a distância ao fragmento florestal mais próximo. A presença das abelhas, por sua vez, resultou em um aumento 28% na produção de frutos. A abundância de A. mellifera afetou positivamente a frutificação, enquanto a composição da comunidade de abelhas nativas afetou a frutificação de modo diferente no nível da paisagem e do pé de café. Nossos resultados indicam que a estrutura da paisagem afeta a composição da comunidade de visitantes florais e que as flores expostas às abelhas apresentam um aumento na frutificação. Embora nossos resultados não permitam separar claramente os mecanismos responsáveis pelo aumento observado na frutificação, nosso trabalho mostra que o serviço de polinização das abelhas pode ser afetado pela estrutura da paisagem. Estes resultados podem ser utilizados na conservação e planejamento agrícola a fim de maximizar a produção de culturas e, ao mesmo tempo, conservar a biodiversidade e o serviço de polinização. (AU)

Processo FAPESP: 13/17161-7 - Diversidade de polinizadores e efetividade da polinização do café em paisagens com diferentes coberturas florestais
Beneficiário:Fernanda Teixeira Saturni
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado