Busca avançada
Ano de início
Entree


Efeito da ingestão das gorduras interesterificadas sobre vias inflamatórias e metabólicas no fígado e tecido adiposo de camundongos LDLr-KO

Texto completo
Autor(es):
Maria Silvia Ferrari Lavrador
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina
Data de defesa:
Membros da banca:
Ana Maria Pita Lottenberg; Luciani Renata Silveira de Carvalho; Dennys Esper Corrêa Cintra; Márcio Corrêa Mancini
Orientador: Ana Maria Pita Lottenberg
Resumo

Introdução: as gorduras interesterificadas, ricas em ácidos graxos saturados, vêm sendo utilizadas pela indústria alimentícia em substituição aos ácidos graxos trans. Os principais ácidos graxos saturados empregados no processo de interesterificação são o palmítico e o esteárico, os quais podem, respectivamente, apresentar efeitos deletérios ou serem neutros, do ponto de vista cardiovascular e metabólico. A quantidade de ácido esteárico na dieta é menor em comparação ao palmítico, e não está elucidada a implicação de seu alto consumo. O propósito deste estudo foi avaliar o efeito das gorduras interesterificadas contendo ácido palmítico ou ácido esteárico sobre as principais vias de sinalização envolvidas no metabolismo do tecido hepático e adiposo. Métodos: camundongos machos LDLr-KO foram alimentados durante 16 semanas com dieta hiperlipídica (40% de energia em forma de gordura) contendo maior concentração de poli-insaturados (POLI), palmítico (PALM), palmítico interesterificado (PALM INTER), esteárico (ESTEAR) ou esteárico interesterificado (ESTEAR INTER). Determinaram-se a composição corporal, conteúdo de gordura no fígado, concentração plasmática de colesterol, triglicérides, glicose e insulina. A expressão de genes envolvidos no metabolismo lipídico e vias inflamatórias no tecido adiposo visceral e hepático foi determinada por RT-qPCR. Além disso, a síntese de proteínas e proteínas fosforiladas foi medida por Imunnoblotting. O infiltrado de células inflamatórias no tecido hepático e histologia do tecido adiposo, bem como o conteúdo de colágeno do fígado, foram determinados por coloração com eosina e hematoxilina e Sirius Red, respectivamente. Resultados: o processo de interesterificação não alterou parâmetros bioquímicos plasmáticos e as quantidades de CT e TG no tecido hepático. No entanto, ambas as gorduras interesterificadas induziram maior conteúdo de colágeno no fígado e fosforilação de JNK. Adicionalmente, o grupo ESTEAR INTER desenvolveu NASH, associada a maior infiltrado de neutrófilos. Por outro lado, PALM INTER induziu maior expansão do tecido adiposo, juntamente com hipertrofia de adipócitos, condições associadas à ativação da via de sinalização \"upstream\" do NFkB, observada para a fosforilação de IKK, o que contribuiu para maior teor de TNFalfa. Conclusão: as gorduras interesterificadas enriquecidas com ácido palmítico induziram fibrose hepática, bem como a expansão do tecido adiposo, com hipertrofia dos adipócitos; e as gorduras contendo ácido esteárico induziram NASH em camundongos LDLr-KO (AU)

Processo FAPESP: 11/24083-7 - EFEITO DA INGESTÃO DA GORDURA INTERESTERIFICADA SOBRE VIAS INFLAMATÓRIAS E METABÓLICAS NO FÍGADO E TECIDO ADIPOSO DE CAMUNDONGOS LDLr-KO.
Beneficiário:Maria Silvia Ferrari Lavrador
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado