Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Oxidative stability of tilapia feeds containing Saccharomyces cerevisiae and Spirulina platensis

Título (Português): Estabilidade oxidativa de rações de tilápia contendo Saccharomyces cerevisiae e Spirulina platensis
Texto completo
Autor(es):
Thiago Luís Magnani Grassi ; Juliana Sedlacek-Bassani ; Elisa Helena Giglio Ponsano
Número total de Autores: 3
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Ciência Rural; v. 50, n. 1, p. -, 2020.
Citações Web of Science: 0
Resumo

ABSTRACT: The aim of this study was to evaluate the effect of the inclusion of microbial biomass on the oxidative rancidity of tilapia rations stored for 12 months. Treatments included a control diet and diets supplemented with either 0.01% vitamin E, 0.25 and 0.5% of Saccharomyces cerevisiae and 0.25 and 0.5% of Spirulina platensis. Experimental diets were stored in the dark inside plastic bags at room temperature (25 °C) for 12 months. The oxidative rancidity was measured as thiobarbituric acid reactive substances (TBARS). It was concluded that the inclusions of Spirulina platensis at 0.25% (1.734 ± 0.206) and 0.5% (1.629 ± 0.181) and Saccharomyces cerevisiae at 0.5% (1.459 ± 0.305) minimized the oxidative rancidity in comparation to control diet (2.843 ± 0.109) of Nile tilapia until 12 months of storage. (AU)

Resumo

RESUMO: O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da inclusão de biomassa microbiana sobre a rancidez oxidativa de rações de tilápia armazenadas por 12 meses. Os tratamentos incluíram uma dieta controle e dietas suplementadas com 0,01% de vitamina E 0,01%, com 0,25 e 0,5% de S. cerevisiae e com 0,25 e 0,5% de S. platensis. As dietas experimentais foram armazenadas em sacos plásticos escuros, em temperatura ambiente (25 °C), durante 12 meses. A rancidez oxidativa foi mensurada pelas substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS). Concluiu-se que as inclusões de 0,25% (1,734 ± 0,206) e 0,5% (1.629 ± 0.181) de Spirulina platensis e 0,5% (1.459 ± 0.305) de Saccharomyces cerevisiae reduziram a rancidez das dietas em comparação a dieta controle de tilápias-do-Nilo após 12 meses de armazenamento. (AU)

Processo FAPESP: 15/25853-1 - Uso de resíduos agroindustriais contendo substâncias com atividade biológica em alimentação animal e humana
Beneficiário:Elisa Helena Giglio Ponsano
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo FAPESP: 15/21216-7 - Biomassa microbiana para a alimentação de tilápias
Beneficiário:Thiago Luís Magnani Grassi
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado