Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel dos microRNAs nas alterações metabólicas promovidas pela obesidade induzida por dieta ou por obesidade materna

Processo: 18/07087-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2018 - 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Alice Cristina Rodrigues
Beneficiário:Alice Cristina Rodrigues
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Da Zhi Wang
Assunto(s):Exossomos  Tecido adiposo  MicroRNAs  Herança materna  Obesidade  Fisiologia endócrina 

Resumo

A obesidade, definida como o desbalanço crônico entre consumo e gasto energético, acarretando no balanço energético positivo e, consequentemente, no acúmulo de lipídeos no tecido adiposo, é uma doença multifatorial, influenciada por fatores genéticos, ambientais e comportamentais. Apesar desses fatores modificáveis que influenciam a obesidade como sedentarismo e alimentação rica em gordura e açúcar há outros fatores de risco não modificáveis, como fatores genéticos ou ainda como indicam em estudos com animais, mecanismos epigenéticos programados in utero. Diversos estudos têm apontado os microRNAs, pequenos RNAs não codificantes, como importantes no desenvolvimento de obesidade, tanto adquirida por herança materna como induzida por uma dieta rica em gordura. E estudos com humanos e murinos, apontam que estratégias terapêuticas como o exercício físico aeróbio modulam microRNAs, circulantes e no tecido adiposo. Diante do exposto, nosso objetivo é utilizando dois modelos de obesidade; induzida por dieta hiperlipídica e herança materna, estudar a participação dos microRNAs no desenvolvimento de obesidade. O treinamento aeróbio será utilizado na segunda parte do estudo para entendermos a participação dos microrNAs em estratégias que melhorarm a obesidade. Espera-se que os resultados obtidos contribuam para a o melhor entendimento dos mecanismos moleculares que levam à obesidade, e apontem microRNAs como alvos terapêuticos de intervenções terapêuticas na obesidade. (AU)