Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação do abatimento de calor antropogênico e da emissão de poluentes atmosféricos e gases de efeito estufa para diferentes cenários de planejamento do transporte urbano

Processo: 17/20148-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2018 - 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Flávia Noronha Dutra Ribeiro
Beneficiário:Flávia Noronha Dutra Ribeiro
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:André Felipe Simões ; Dominique Mouette ; Paulo Santos de Almeida ; Regina Maura de Miranda
Bolsa(s) vinculada(s):18/16478-0 - Simulação numérica da ilha de calor urbana em São Paulo, BP.TT
Assunto(s):Poluição atmosférica  Emissão de gases  Gases do efeito estufa  Qualidade do ar  Mobilidade urbana  Transporte urbano  Mudança climática 

Resumo

A concentração de gases de efeito estufa (GEE) na atmosfera atingiu valores alarmantes e a longa meia-vida de alguns desses gases, combinada com o consumo de energia atual, ainda fortemente baseado em combustíveis fósseis, requer a implantação de medidas de adaptação. Isso é particularmente verdade para as cidades brasileiras, onde vive 86% da população do país, em um contexto de grande vulnerabilidade ambiental, já que essas cidades apresentam taxas substanciais de desigualdade no acesso à infraestrutura urbana. Em São Paulo, a maior megacidade da América do Sul, o transporte é responsável pela maioria da emissão de poluentes atmosféricos, por uma parte importante da emissão de GEE e por uma grande parcela do calor antropogênico liberado para a atmosfera. Diversos estudos mostram uma tendência de aumento dos eventos de precipitação extrema para São Paulo, onde o calor antropogênico contribui para o efeito de ilha de calor urbana, que por sua vez contribui para precipitação extrema. Além disso, poluentes atmosféricos afetam a saúde da população, aumentando sua vulnerabilidade. Uma série de políticas públicas, de escopo nacional a municipal, foram implementadas com diretrizes para o planejamento de transporte e mobilidade urbana e diversas soluções inovadoras envolvendo tecnologia e políticas para a mitigação e adaptação às mudanças climáticas vêm sendo desenvolvidas e discutidas. Mesmo assim, falta uma avaliação clara e quantitativa do impacto que cada alternativa pode ter em relação ao abatimento de calor antropogênico, poluentes atmosféricos e GEE. O presente projeto pretende discutir alternativas viáveis para o planejamento de transporte e mobilidade urbana em São Paulo, desenhando cenários possíveis e avaliando o potencial de cada cenário em abater calor antropogênico, poluentes atmosféricos e GEE. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
UMEZAKI, ARISSA SARY; DUTRA RIBEIRO, FLAVIA NORONHA; SOARES, JACYRA. Numerical characterization of spatial and temporal evolution of summer urban heat island intensity in S?o Paulo, Brazil. URBAN CLIMATE, v. 32, JUN 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.