Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de scaffolds para aplicações odontológicas

Processo: 18/13432-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2018 - 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química
Pesquisador responsável:Norberto Aranha
Beneficiário:Norberto Aranha
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Inovação. Universidade de Sorocaba (UNISO). Sorocaba , SP, Brasil
Assunto(s):Biomateriais poliméricos  Biopolímeros  Bioprocessos  Celulose bacteriana  Tecidos suporte 

Resumo

Neste projeto serão produzidos e avaliados scaffolds de biopolímeros de origem natural, sintética ou compósitos, visando a aplicação na regeneração do osso alveolar de suporte. Esses biopolímeros devem formar um arcabouço tridimensional, altamente poroso, resistente, resiliente e bioadesivo. Os scaffolds serão obtidos a partir de hidrogéis estruturados tridimensionais, podendo ser moldado na forma lamelar, laminada, cilíndrica, cúbica, granulada e etc. Os scaffolds serão projetados para uma biopersistência de pelo menos 90 dias. Para alcançar este tempo de permanência, as formulações serão compostas de biopolímeros reticulados capazes de regular a biodegradação e manter as funções fisiológicas e estimular a regeneração do tecido ósseo. Os biopolímeros a serem utilizados serão colágeno tipo I (COL-I), fibroína de seda (FS), nanocelulose bacteriana (nCB), quitosana (Qt), ácido hialurônico (AH) e alginato de sódio (AS). Aos scaffolds produzidos será testada a incorporação de curcumina (CUR), devido a sua ação anticancerígena e antibacteriana, e de hidroxiapatita (Hap) com a finalidade de aumentar a reatividade de superfície, ampliando a integração com o tecido adjacente estimulando a aderência, migração e proliferação celular, além de melhorar a resistência mecânica. As amostras serão caracterizadas quanto as suas propriedades físico-químicas, fisomecânicas, porosidade e perfil de liberação da CUR. Os testes in vitro envolverão células pré-osteoblásticas de camundongo para ensaios de mineralização, expressão gênica, viabilidade celular, atividade da fosfatase alcalina, MTT e análise em microscopia eletrônica de varredura. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.