Busca avançada
Ano de início
Entree

Detecção precoce de riscos para transtornos do espectro de autismo com indicadores clínicos de risco para o desenvolvimento infantil e intervenção precoce: capacitação de enfermeiros para o trabalho em unidades básicas de saúde

Processo: 11/51013-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2012 - 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia do Desenvolvimento Humano
Convênio/Acordo: Fundação Maria Cecília Souto Vidigal
Pesquisador responsável:Rogerio Lerner
Beneficiário:Rogerio Lerner
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/17343-8 - Identificação de sinais iniciais de Transtornos do Espectro de Autismo com Indicadores Clínicos de Risco para o Desenvolvimento Infantil (IRDI), BP.TT
13/12998-6 - Identificação de sinais iniciais de Transtornos do Espectro de Autismo com Indicadores Clínicos de Risco para o Desenvolvimento Infantil (IRDI), BP.TT
13/13230-4 - Detecção precoce de riscos para Transtornos do Espectro de Autismo com Indicadores Clínicos de Risco para o desenvolvimento infantil e intervenção precoce, BP.TT
12/01210-6 - Detecção precoce de riscos para Transtornos do Espectro de Autismo com Indicadores Clínicos de Risco para o desenvolvimento infantil e intervenção precoce: capacitação de enfermeiros para o trabalho em Unidades Básicas de Saúde, BP.TT
12/01793-1 - Identificação de sinais iniciais de transtornos do espectro de autismo com Indicadores Clínicos de Risco para o Desenvolvimento Infantil (IRDI), BP.TT
Assunto(s):Desenvolvimento infantil  Atenção primária à saúde  Transtornos psicóticos  Transtorno autístico  Diagnóstico precoce  Centros de saúde  Avaliação de programas e instrumentos de pesquisa  Qualificação profissional  Enfermagem 

Resumo

Em pesquisa realizada no período entre 1999 e 2008, com financiamento do Ministério da Saúde, do CNPq e da FAPESP (projeto temático número 2003/09687), foi desenvolvido um instrumento (IRDI) composto por 31 Indicadores Clínicos de Risco para o Desenvolvimento Infantil observáveis nos primeiros 18 meses de vida da criança. O IRDI foi empregado por pediatras em consultas nas unidades básicas e/ou centros de saúde, a fim de detectar precocemente transtornos psíquicos do desenvolvimento infantil. Após três anos de seguimento, as crianças foram avaliadas para identificação de transtornos psicológicos ou psiquiátricos e verificadas as associações com os IRDI, que teve significativa capacidade de predição de riscos de transtornos do desenvolvimento infantil. Com a pesquisa ora proposta, busca-se: Sistematizar a qualificação de enfermeiros de unidades básicas de saúde e agentes do Programa de Saúde da Família para a detecção, nas consultas de rotina em tais unidades, de riscos para transtornos do desenvolvimento com o IRDI; Avaliação da sensibilidade do IRDI para detecção de risco para tais transtornos. Recentemente o campo de pesquisa foi ampliado para 13 Centros de Atenção Psicossocial à Infância - CAPSI do município de São Paulo, tendo a finalidade de buscar bebês em risco para autismo entre irmãos de crianças assim diagnosticadas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Estudo avalia sensibilidade de protocolo na detecção de autismo 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.