Busca avançada
Ano de início
Entree

The xeric side of the Brazilian Atlantic Forest: the forces shaping phylogeographic structure of cacti

Resumo

Objetivo: para estudar as influências biogeográficas sobre a biota xérica na Floresta Atlântica Brasileira (FAB), um hotspot de biodiversidade, nós estudamos um grupo monofilético composto por três espécies de cactos para realizar um estudo filogeográfico: Cereus fernambucensis subsp. fernambucensis, C. fernambucensis subsp. sericifer and C. insularis. Localização: ambientes xéricos ao longo da FAB, incluindo afloramentos rochosos de granito e gnaisse (Inselbergues), matas de restinga e costões rochosos de um arquipélago oceânico (Fernando de Noronha). Métodos: foram usados como marcadores moleculares o gene nuclear fitocromo C (PHYC) e o espaçador interplastidial trnS-trnG. Diferentes analises estatísticas foram realizadas para reconstruir a história filogeográfica do grupo em suas dimensões espacial e temporal. Resultados: nas análises de estruturação foram recuperados quatro grupos populacionais, que correspondem a ramos altamente suportados na filogenia (baseada no método "species tree") e que iniciaram sua diversificação no Pleistoceno médio: distribuição sul de C. fernambucensis subsp. fernambucensis, distribuição norte de C. fernambucensis subsp. fernambucensis juntamente com C. insularis, destruição sul de C. fernambucensis subsp. sericifer, e distribuição norte de C. fernambucensis subsp. sericifer. Reconstruções biogeográficas indicam a região sul como o centro de dispersão do grupo. Principais conclusões: os resultados mostram que a diversidade genética de grupos populacionais foi fortemente moldada pelo evento de colonização inicial desde o sul até o norte da distribuição, seguido por fragmentação. O padrão filogenético encontrado para C. insularis é coerente com um padrão de especiação peripátrica em Fernando de Noronha. As flutuações climáticas e no nível do mar que ocorreram no Pleistoceno, bem como atividades neotectônicas na FAB foram discutidos como possíveis influências abióticas direcionando a diversificação das espécies de cactos estudadas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FRANCO, FERNANDO FARIA; JOJIMA, CECILIA LEIKO; PEREZ, MANOLO FERNANDEZ; ZAPPI, DANIELA CRISTINA; TAYLOR, NIGEL; MORAES, EVANDRO MARSOLA. The xeric side of the Brazilian Atlantic Forest: The forces shaping phylogeographic structure of cacti. ECOLOGY AND EVOLUTION, v. 7, n. 22, p. 9281-9293, . (10/19557-7, 17/11939-7)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.