Busca avançada
Ano de início
Entree

Emparelhamento com o modelo em abelhas (melipona quadrifasciata).

Processo: 08/50576-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2008
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Deisy das Graças de Souza
Beneficiário:Antonio Mauricio Moreno
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/09928-4 - Relações emergentes entre estímulos e função simbólica: implicações para o comportamento, o conhecimento e o ensino, AP.PRNX.TEM
Assunto(s):Aprendizagem animal   Abelhas

Resumo

A formação de classes de estímulos equivalentes é entendida como um fenômeno subjacente a processos comportamentais complexos, como a formação de conceitos e a linguagem. O estabelecimento de discriminações condicionais é pré-requisito para a formação de classes de equivalência. Estudos prévios estabeleceram, em abelhas, discriminações condicionais e obtiveram resultados positivos em testes de identidade e singularidade generalizadas, sugerindo a possibilidade do uso da abelha como modelo experimental para o estudo de comportamentos complexos. Contudo, ainda não se relatam procedimentos que permitam estabelecer seguramente discriminações condicionais em abelhas e testar relações emergentes. Usando-se um procedimento de emparelhamento com o modelo, pretende-se o estabelecimento de discriminações condicionais arbitrárias e a aplicação de um teste de emergência de simetria com dez abelhas. Para tanto, será usado um labirinto, de tal modo que, em tentativas de treino, um estímulo modelo seja apresentado na sua entrada e dois estímulos de comparação sejam apresentados nas suas duas saídas. Em tentativas de teste de simetria (em extinção), um estímulo previamente definido como comparação será apresentado na entrada do labirinto; os dois estímulos previamente definidos como modelos serão apresentados nas saldas. Em outro experimento, usando-se o mesmo aparato, pretende-se o estabelecimento de discriminações condicionas com outras dez abelhas, verificando-se o efeito da alternação de blocos com o mesmo modelo (p. ex., um bloco com 16 tentativas consecutivas de treino da relação A1B1 é seguido por um bloco com 16 tentativas consecutivas de treino da relação A2B2). Como no primeiro experimento, pretende-se aplicar um teste de simetria emergente. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre a bolsa::
Un dulce aprendizaje 
Doce aprendizado 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ANTONIO M. MORENO; ANDRÉ A. B. VARELLA; DANIELA S. CANOVAS; LÍDIA M. M. POSTALLI; DORA FIX VENTURA; DEISY G. DE SOUZA. Assessing restricted stimulus control in typically developing preschool children and bees (Melipona quadrifasciata). Psychology & Neuroscience, v. 7, n. 2, p. -, Jun. 2014.
WU, WEN; MORENO, ANTONIO M.; TANGEN, JASON M.; REINHARD, JUDITH. Honeybees can discriminate between Monet and Picasso paintings. JOURNAL OF COMPARATIVE PHYSIOLOGY A-NEUROETHOLOGY SENSORY NEURAL AND BEHAVI, v. 199, n. 1, p. 45-55, JAN 2013. Citações Web of Science: 16.
MORENO, ANTONIO MAURICIO; DE SOUZA, DEISY DAS GRACAS; REINHARD, JUDITH. A Comparative Study of Relational Learning Capacity in Honeybees (Apis mellifera) and Stingless Bees (Melipona rufiventris). PLoS One, v. 7, n. 12 DEC 10 2012. Citações Web of Science: 23.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.