Busca avançada
Ano de início
Entree

Polarização de macrófagos M1/M2 mediante a fagocitose de células apoptóticas infectadas

Processo: 14/24880-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Alexandra Ivo de Medeiros
Beneficiário:Bruna Forte Aguiar
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/17611-7 - Efeito da fagocitose de células apoptóticas por células dendríticas na diferenciação de células Th17: função de PGE2, AP.JP
Assunto(s):Citocinas   Dinoprostona

Resumo

A fagocitose de células apoptóticas (AC) é um processo dinâmico e de fundamental importância para a homeostase dos tecidos após uma inflamação estéril ou um processo infeccioso. Os macrófagos são os principais fagócitos envolvidos na remoção de células apoptóticas, impedindo que estas evoluam para um processo de necrose, que resulta na injúria tecidual. Os macrófagos são imprescindíveis na remoção de células apoptóticas assim como também possuem um papel chave como as primeiras células de defesa contra microrganismos. Sabe-se que existem ao menos duas populações distintas de macrófagos classificados como M1 (pró-inflamatório) e M2 (anti-inflamatório). Estes macrófagos diferem-se quanto ao estado de polarização e função imunológica dependendo, primordialmente, do microambiente e dos microrganismos que interagem no tecido. Recentemente, nosso grupo de pesquisa observou que a fagocitose de AC-infectadas (células apoptóticas infectadas) por células dendríticas induz uma maior produção de PGE2 quando comparado com a fagocitose de AC não infectadas. Além de PGE2, a fagocitose de AC-infectadas ou ACs pode levar a síntese de diferentes citocinas pró- e anti- inflamatórias, respectivamente. Entretanto, até o momento nada se sabe quanto ao efeito da fagocitose destas diferentes fontes de células apoptóticas durante o processo de diferenciação de macrófagos M1 e M2.O objetivo deste estudo é avaliar como o perfil de citocinas gerado a partir da fagocitose de uma célula apoptótica não infectada ou infectada por macrófagos poderia influenciar na polarização das sub-populações de macrófagos M1 e M2.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.